PUBLICIDADE

terça-feira, 11 de fevereiro de 2014

Alergia a bijuteria – Solução para alergia

A maioria das bijuterias comercializadas atualmente possui uma camada de níquel, utilizada para baratear o custo das peças. Essa substância é a responsável por uma alergia desenvolvida principalmente por mulheres e conhecida clinicamente como dermatite atópica. Essa dermatite de contato é causada por uma reação alérgica a algum produto ou substância.

No caso da alergia à bijuteria, o organismo percebe a bijuteria com níquel como um corpo estranho, a partir começam a surgir as primeiras reações: vermelhidão, coceira e inchaço. Quando o usuário desconsidera esses sinais e permanece com a bijuteria, a alergia pode tomar proporções maiores e iniciar reações mais generalizadas como: coceiras pela face, descamações e inflamação.

Grande parte das pessoas que possui essa alergia só descobre quando usam alguma bijuteria, mas há um teste realizado em clínicas por médicos alergistas utilizado para confirmar o diagnóstico. O teste de contato, como é chamado, é feito através de um adesivo com substâncias específicas e que é colado nas costas do paciente. Após um intervalo de quatro dias, o adesivo é retirado e as reações observadas.

Alergia a bijuteria - Soluções

Há casos em que a alergia desaparece, por reações próprias do organismo, e a pessoa pode usar bijuterias à vontade, mas não é o que acontece com frequência. De acordo com dermatologistas, o ideal é deixar de usar as peças que contenham níquel. Mas, para quem não quer abrir mão de uma bijuteria em determinadas ocasiões, a dica é utilizar uma receita popular que geralmente dá certo, usar uma camada de esmalte antes de usar a peça. O truque vale mais para brincos ou outras peças menores, uma vez que a camada de esmalte irá retirar o brilho da bijuteria. O esmalte formará uma camada protetora e impedirá o contato do níquel com a pele.

Outra solução para alergia a bijuteria é utilizar um kit chamado NiControl, composto por duas substâncias especiais. Uma delas detecta a presença do níquel nos acessórios, enquanto que a outra o isola da peça, permitindo o seu uso.