PUBLICIDADE

segunda-feira, 12 de agosto de 2013

Como vender carro pela internet

Ofertar o seu veículo pela internet é uma proposta bastante interessante, apesar de serem necessários maiores cuidados. Além disso, para atrair um bom número de compradores, é preciso lançar mão de algumas estratégias, principalmente na hora de montar o seu anúncio. Confira as dicas que vamos dar agora e receba excelentes propostas para a compra do seu veículo.

Tenha em mãos boas fotos do seu automóvel na hora de fazer o anúncio, quanto mais fotos forem mostradas ao comprador, mais segurança ele terá das reais condições do bem que irá adquirir.  O ideal é divulgar imagens da frente, da traseira e da lateral do carro, mostrando-o na diagonal. A parte interna também deve ser fotografada, de preferência com o painel ligado, chamando atenção para a quilometragem.

Como vender carro pela internet

Mostre ao público alvo todos os atrativos do seu carro, DVD, computador de bordo e todos os itens opcionais que tenham sido incorporados ao mesmo durante o seu uso. O motor também deve ser mostrado, pois aí está grande parte do valor do automóvel. Além das fotos, informações básicas e essenciais devem estar descritas, principalmente o tempo de uso, tratamentos de pintura e estofamento, características do próprio veículo, como economia de combustível, conforto, entre outros.

Na hora de estabelecer o preço de venda, leve em consideração o valor que tem sido praticado no mercado, uma vez que preços muito acima do considerado “normal”, afastará os compradores. Para ter ideia do valor que tem sido cobrado, faça uma consulta as tabelas de referência no mercado de usados: Tabela Fipe e Tabela Molicar.

Como as primeiras negociações serão feitas através da internet ou telefone, o ideal é marcar um encontro em um local público e bastante movimentado. Alguns sites oferecem pacotes de anúncios, o MercadoLivre Classificados é um deles. Nesses casos, o vendedor deverá escolher entre pacotes simples e completos, com valores variados.

Água sanitária – Quando usar, Cuidados

Bastante utilizada pelas donas de casa, a água sanitária é um dos melhores produtos para limpar a casa. Além de eliminar as bactérias, possui uma potente ação alvejante e eliminam os odores desagradáveis. No entanto, por ser um produto tóxico, que entre outras substâncias também possui soda cáustica em sua composição, a água sanitária também é altamente corrosiva e pode representar um perigo dentro de casa.

Para aproveitar os benefícios do uso do produto eliminando os riscos, o ideal é usá-la bastante diluída em água. Para higienizar, remover manchas e incrustações de vasos sanitários, ralos, pisos e azulejos, pode-se utilizar a medida de um copo americano de água sanitária pura, mas enxágüe bem depois de dez minutos.  Para lavar espaços amplos como o quintal, utilize a medida de um copo americano diluída em dez litros de água.

Água sanitária - Quando usar, cuidados

Para desinfectar pias, adicione metade de uma medida de um copo americano em cinco litros de água, deixe a água sanitária agir por uma hora e enxágue bem depois. Para lavar frutas e verduras, utilize apenas uma colher de sopa do produto, diluída em um litro de água filtrada. Depois de lavar bem os alimentos, deixe-os na solução por dez minutos e em seguida lave-os novamente, mas dessa vez com água filtrada.

Apesar de estar usando-a diluída, é preciso ter cuidado ainda no manuseio da água sanitária. O ideal é usar luvas, uma vez que o produto pode causar algum tipo de alergia, além de vermelhidão e queimaduras. Além da pele, é preciso ter cuidado para o produto não atingir os olhos, caso ocorra esse tipo de acidente, lave-os bem em água corrente por quinze minutos. Vale ressaltar que a água sanitária, já possui os ativos necessários para a remoção de manchas e higienização, caso não produza o efeito desejado, deve-se buscar outro produto e nenhuma hipótese usá-la de forma combinada.

Sites com as músicas mais tocados no Brasil

Quer saber quais são as músicas mais tocadas no Brasil nessa semana ou nesse mês, ou ainda, desde o início do ano? Nos sites indicados a seguir, você poderá ouvir, acessar as letras e até mesmo baixar as músicas top nas paradas. Confira e aproveite!

O Kboing traz uma lista com as faixas mais tocadas em cada região do Brasil, além de uma lista geral, cujas músicas mais bem colocadas são:

- Show das poderosas – Mc Anitta
- Vagalumes – Pollo
- Garotas não merecem chorar – Luan Santana
- Te esperando – Luan Santana
- Diz pra mim – Gustavo Lima
- Meiga e Abusada – Mc Anitta
- Deserto – Thaeme e Thiago
- Um ser amor – Paula Fernandes
- Meu novo mundo – Charlie Brown Jr.
- O que “cê” vai fazer – Fernando e Sorocaba

Acesse: www.kboing.com.br/musicas/top-musicas/

Sites com as músicas mais tocados no Brasil

O rádio UOL traz listas com as músicas mais tocadas de acordo com os estilos musicais, além de outras categorias. Abaixo, estão expostas as dez músicas mais tocadas nas rádios do Brasil nesta semana.

- Just give me a reason – Pink
- Ho Hey – The Lumineers
- Heart Attack – Demi Lovato
- Get Lucky – Daft Punk
- Come & Get it – Selena Gomez
- Mirros – Justin Timberlake
- Vagalumes – Pollo
- Thrift Shop – Macklemore & Ryan Lewis
- Radioactive – Imagine Dragons
- Girl on Fire – Alicia Keys

Acesse: www.radio.uol.com.br/#/home

No Top 10 mais, há uma lista com as cem músicas mais tocadas no Brasil desde o início do ano. Confira as dez primeiras abaixo, e acesse o link para ter acesso as demais.

- Te esperando – Luan Santana
- Vidro Fumê – Bruno e Marrone
- Amiga da minha irmã – Michel Teló
- 93 Million Miles – Jason Mraz
- Girl on Fire – Alicia Keys
- Desencana – Thiaguinho
- Amor de Chocolate – Naldo
- Louco Coração – Eduardo Costa
- Pode ou não pode – Zé Ricardo e Thiago
- Tantinho – Daniel

Acesse: top10mais.org

Pimentas para tempero que não ardem

A pimenta, nas suas mais diversas variações, é usada em todas as regiões do Brasil e das mais suaves às mais ardidas, elas podem ser utilizadas como tempero para qualquer prato. Além disso, também posuem larga aplicação na decoração de pratos. Pois é, mas para algumas pessoas a ardência das pimentas não é uma característica agradável ao paladar. Abaixo são citadas alguns tipos de pimentas que não ardem ou que possuem um grau de ardência de moderado à mínimo.

A pimenta biquinho não arde, é bastane aromática e é bastante utilizada na decoração de pratos. Há uma variação dessa espécie, produzida pela Embrapa, a BRS Moema, que não possui nenhum grau de ardência.  A pimenta rosa, cientificamente denominada de Schinus terebinthifolius raddi, também é outro tipo que não arde, ao contrário, possui um sabor adocicado. É ideal para molhos, saladas, peixes, temperos de carnes bovinas ou suínas e até mesmo em geléias. Já a pimenta do reino arde um pouco, mas é amplamente utilizada, principalmente no tempero de carnes, aves e peixes.

Pimentas para tempero que não ardem

Apesar de ser de origem mexicana, a Jalapeño também é bastante empregada no tempero de molhos, especialmente de pratos típicos do país.  Para quem aprecia temperos mais fortes, porém não muito ardidos, a pimenta de cheiro é uma boa escolha. Com um perfume marcante, o fruto é bastante utilizado já maduro, quando adquire uma tonalidade amarelada, como tempero de cozidos, ensopados e conservas.

A dedo de moça é uma das mais populares, mas já possui um grau de ardência maior. É uma das espécies mais típicas e bastante utiliza em temperos simples, juntamente com alho, sal e condimentos. A pimenta de bode, bastante utilizada em Góias, é comumente utilizada no tempero de arroz, feijão, carnes, conservas de vinagre ou azeite. Apesar de já possui um aroma mais forte, o seu uso incrementa qualquer tempero.

Móvel planejado ou pronto?

Na hora de mobiliar o lar uma das primeiras dúvidas que surgem é: Comprar móveis planejados ou prontos? A escolha mais viável vai depender do tamanho do ambiente disponível, do nível de investimento que está disposto a fazer, da urgência em ter os móveis, entre outros. Assim como os planejados, os móveis comprados já prontos, também têm suas vantagens, principalmente quando há muito espaço, estes se tornam a alternativa mais barata. Quando a situação é inversa, ou seja, não há espaço suficiente, pode ser quase impossível encontrar um móvel que atenda às suas necessidades e caiba no local reservado para ele.

Já com móveis feitos sob medida, todos os espaços disponíveis são aproveitados. As peças são moduladas através de um sistema de computação gráfica, que manda o comando para as máquinas executarem um corte exato nas chapas, de acordo com as medidas do local onde será instalado. Assim, o espaço disponível é otimizado, a decoração pode ser personalizada e os móveis terão um acabamento perfeito. Mas, é preciso estar atento as ofertas do mercado e ecolher bem o local onde serão feitos os seus móveis, bem como o material que será utilizado. A maioria das empresas diminui os preços ou oferecem descontos especiais quando os compradores aumentam os seus pedidos, começam planejando apenas a cozinha, mas resolvem mudar o banheiro, a sala, o quarto e assim por diante. Portanto, na maioria dos casos, é muito mais econômico mobiliar dois ou mais cômodos de uma só vez.

Móvel planejado ou pronto? Melhor opção

Os móveis planejados podem ser produzidos em MDF, MDP, painéis de fibra de madeira e compensados, além de poder ser personalizado com laminações decorativas (lisas, acetinadas, de alto brilho, com textura semelhante a madeira natural) dando origem a acabamentos diversos lisos. Em todo caso, vale lembrar que a melhor opção de mobília, planejado ou pronto, dependerá basicamente do seu orçamento e do espaço disponível para colocá-la.

Banda larga Oi Velox ou GVT?

Para você que ainda está em dúvida entre os planos de internet banda larga mais usados no Brasil, Oi Velox e GVT, conheça agora e alguns detalhes importantes sobre os planos oferecidos pelas operadoras e descubra qual se aproxima mais do perfil da sua família.

A Oi Velox oferta planos de banda larga com mensalidades que vão de R$ 29,90 a R$ 79,90. Em todos os planos, o usuário ganhará o modem e antivírus, que já vêm inclusos no pacote. O plano de até 1 MB, é ideal para quem utiliza a internet apenas para enviar emails e acessar sites; o que oferece 2 e 5 MB já pode ser usado sem problemas para fazer downloads de músicas, fotos e outros arquivos; já o de 10 e de 15 MB, deve ser o escolhido por quem  assiste filmes, baixa música e jogos em grande quantidade. Em todos os planos, a Oi garante uma navegação de qualidade, mas é fundamental que o cliente defina o seu perfil de acesso à rede, para não acabar se decepcionando posteriormente. Outro detalhe importante é o serviço de atendimento aos clientes, a empresa disponibiliza contato com técnicos que ajudam a resolver a maioria dos problemas que podem surgir.

Banda larga Oi Velox ou GVT?

A GVT, que vem se consolidando como o maior serviço de internet banda larga, sendo eleita a melhor do Brasil neste quesito, oferece aos clientes planos sem limites de download ou upload, estabilidade e uma excelente qualidade na navegação. Os planos possuem mensalidades que vão de R$ 59,90 a R$ 399,00. No entanto, a velocidade já parte de 15 MB, para os planos mais simples, chegando a 150 MB, para o de maior valor. A GVT possui a vantagem de contar com uma estrutura recém montada, toda de fibra óptica e capaz de suportar ultravelocidades. Os clientes que optarem pelo plano Power contarão com um serviço gratuito multiplataforma para ouvir músicas, criar playlists, assistir a shows exclusivos, entre outros. A GVT também oferece serviços de proteção com antivírus, controle de conteúdo e backup, além de suporte 24 h com técnicos disponíveis para resolver problemas por telefone ou acesso remoto.

Efeitos colaterais por dormir pouco

Cansaço e estresse são alguns dos efeitos negativos após uma noite mal dormida. Adultos saudáveis precisam de sete a nove horas de sono por dia, o que dependerá do ciclo natural do organismo de cada pessoa. No entanto, esta não é a realidade da maioria das pessoas que trabalham, estudam e vivem um dia corrido, cheio de atividades.

A redução das horas de sono pode levar a uma série de efeitos colaterais tardios, que muitas vezes não são diretamente relacionados a isso, como por exemplo, a obesidade. Quem dorme pouco geralmente acaba tendo mais estímulos para comer alimentos gordurosos e em maiores quantidades, que não são processados corretamente pelo organismo durante o sono. Ao longo do tempo, o organismo passa a se “acostumar” com esse novo hábito, proporcionando o aumento gradual de peso.

Efeitos colaterais por dormir pouco

A diminuição do sono também aumenta o risco de osteoporose, uma vez que a falta de um repouso adequado, dentre outros fatores impedem que ocorra a reposição correta das células ósseas “gastas” durante o dia. Além disso, todo o estresse e tensão sentidos logo depois de uma noite de poucas horas de sono podem induzir o corpo a desenvolver reações químicas, que aumentam em quase 50% as chances de termos doenças cardíacas.

Comece a se preocupar ainda mais com as noites perdidas, quando o esquecimento se tornar constante. Esquecer algo devido ao cansaço não representa um grande problema quando acontece de forma esporádica, entretanto, quando se torna um problema diário é possível que o estresse mental já esteja trazendo déficits cognitivos.  Estudos mostram que o sono irregular também está associado ao risco de acidente vascular cerebral, independente de condições como obesidade ou predisposição genética, e à maior probabilidade de desenvolvimento de Diabetes, por resistência das células do corpo à insulina, câncer na mama e em outras regiões do corpo.

Pequena causas ou Procon – Quando procurar, Prazos para resolução

A Justiça disponibiliza meios céleres para a resolução de casos menos complexos, mas muitas vezes os cidadãos desconhecem os seus próprios direitos e não sabem que órgão procurar para resolver determinadas situações. Os Procons e Juizados Especiais de pequenas causas não são tratam de casos diversos, mas é preciso saber quando recorrer a um ou a outro.

São classificadadas como pequenas causas questões de condomínio, conflitos entre vizinhos, que envolvam Direito do Consumidor, questões de trânsito, entre outras, desde que não ultrapasse o valor de quarenta salários mínimos, que atualmente é de R$ 678. Apesar de ser bastante procurado para resolução de causas trabalhistas, alimentícias, referentes à separação judicial, crianças e adolescentes, estas não são de competência dos Juizados em questão.

Pequena causas ou Procon - Quando procurar, Prazos para resolução

Reclamantes que representem pessoa jurídica não podem entrar com um processo de pequenas causas, é preciso representar como pessoa física. É necessário levar carteira de identidade e qualquer informação que possa ser útil no processo, incluindo nome e endereço da pessoa ou da empresa contra quem será feita a reclamação. O reclamante poderá apresentar ainda três testemunhas com os seus respectivos nomes completos e endereços. O prazo para resolução da questão pode variar, mas haverá um prazo inicial de vinte dias para a primeira sessão de conciliação. Nesta, as partes serão reunidas e através de um conciliador tentarão entrar em um acordo. Caso isso aconteça, o processo terá fim, no caso contrário uma nova audiência será marcada para instrução e julgamento, com o prazo máximo de três dias.

No Procon, o prazo máximo para resolução é de 120 dias, mas apenas nos mais complicados é preciso utilizar todo esse período de tempo. O Objetivo desse órgão é resolver os problemas sem a necessidade de ação judicial. Para isso, um processo simples é gerado após o registro da queixa pelo consumidor. Os profissionais que atuam na área técnica do Procon irão verificar a reclamação, entrar em contato com empresa e solicitar uma resposta. Será apresentada ao consumidor a proposta feita pela empresa, caso aceite o processo será encerrado, no caso contrário, será encaminhado à Justiça.

Como cortar unha de cachorro

Cortar as unhas do seu cachorro é mais do que uma questão de estética, é uma forma de livrá-lo de uma série de problemas como unha encravada, quebrada, que causa muitas dores e sangramentos, além de dificultar a locomoção do animal, pois as unhas sempre ficarão presas em pisos, tapetes e carpetes. Essa é uma tarefa que pode ser feita pelos próprios donos, desde que tomem os devidos cuidados.

Além de um bom alicate específico para cortar unhas de cães, você precisará de um pó hemostático ou amido de milho e petiscos para distrair o pet. Usar o instrumento correto é primordial, pois dentro das unhas há uma pequena terminação nervosa e um pequeno vaso sanguíneo, que podem ser atingidos durante o corte e causar muito sofrimento ao animal. Se o animal tiver as unhas claras é fácil identificar esses pequenos vasos, mas com as unhas escuras é muito difícil vê-las, nesse caso devem ser cortadas em pedaços menores.

Como cortar unha de cachorro

As unhas devem ser aparadas até o nível da almofada da pata ou até um tamanho que não toque no chão.

Se preferir usar um cortador, corte a unha em um ângulo de 45 graus, observando atentamente o nível que está aparando para não cortar o vaso. A posição que devem estar o cachorro e o dono, deve ser a mais confortável para ambos. Lembrando que o animal deve estar bem tranqüilo, pois esse momento causa estresse ao mesmo, durante o corte ele pode querer se debater ou fugir e acabar se ferindo.

Se a unha começar a sangrar, utilize imediatamente o pó hemostático até que o sangramento cesse. Cães que vivem em ambientes menores, como apartamentos, precisarão ainda ter as unhas lixadas, ao contrário dos que vivem em espaços maiores, com quintais, o próprio cimento ou revestimento mais rústico lixam as unhas.

Grafologia e personalidade – Análise da personalidade pela escrita

A grafologia é a ciência que analisa a escrita como um todo com o objetivo de conhecer aspectos da personalidade do escritor, além de ser possível detectar disfunções ou transtornos de ordem física ou psicológica. O estudo possui várias aplicações, principalmente na área profissional, com empresas que usam essa técnica para avaliar candidatos em suas seleções. As que mais utilizam a grafologia são as multinacionais, em processos seletivos para executivos.

Outra área de aplicação é em testes e entrevistas para orientação vocacional, com base nos aspectos demonstrados através da grafologia, o profissional que a realiza pode indicar quais serão as áreas em que o escritor poderá obter mais sucesso. Para determinar detalhes da personalidade de quem escreve, o grafólogo analisa desde a maneira como se escreve até a pressão que a pessoa coloca na caneta no momento de escrever, e assim conhecer aspectos neurológicos, motores e emocionais de cada indivíduo. De acordo com esses profissionais, a análise é minuciosa, pois é preciso observar a escrita como um todo, estudar apenas um sinal ou vários separadamente não será suficiente para obter conclusões verdadeiras.

Grafologia e personalidade - Análise pela escrita

Para entendermos um pouco mais de como funciona a análise feita pela grafologia, observamos algumas observações que são feitas pelos grafólogos. Escritas com velocidade muito rápida indicam iniciativa, precipitação e habilidade para improvisações, se considerada rápida, pode relacionar agilidade mental, originalidade e habilidade, se for lenta, indica cuidado, reserva, serenidade e reflexão, mas se for muito lenta, demonstra lentidão no pensar, falta de iniciativa, desânimo e submissão.

Quanto à pressão, quem escreve muito forte, de modo a formar um relevo do outro lado da folha, possivelmente possui praticidade, instinto e precisa sempre estar em atividade física. Já quem faz uma pressão normal pode possuir firmeza de caráter e constância nos sentimentos, quem faz uma pressão leve é caracterizado por sensibilidade, sofisticação e gostos aristocráticos e se a pressão for desigual, ansiedade, inconstância, temperamentalista, são características da personalidade do escritor.

Como pesquisar história do brasão da família e sobrenomes

Para você que sempre quis saber a história do seu sobrenome e conhecer o brasão da sua família, saiba agora como encontrar essas informações. Inicialmente você deve saber que há uma ciência que estuda esse tema, trata-se da heráldica, que envolve estudos específicos de cada brasão e armas representantes de uma geração.

Os brasões são emblemas, com figuras de armas que podem representar pessoas, famílias, entidades, organizações ou ainda o país, estado ou cidade as quais pertencem. Os brasões de famílias representam feitos de um de seus membros que tenha se destacado por bravura, coragem, em pequenas batalhas ou até mesmo em guerras. De acordo com o estudado na história, os brasões surgiram como símbolos em escudos para aproximar e facilitar o reconhecimento entre companheiros nas guerras. Desde então, nobres e cavaleiros que se destacavam iam ganhando escudos próprios para representar suas famílias.

Como pesquisar história do brasão da família e sobrenomes

Antes de descobrir o brasão, também é importante conhecer a história do seu sobrenome. Sites especializados no assunto mostram que os sobrenomes normalmente são classificados em quatro categorias: Toponímicos ou Locativos, que mostram o lugar de procedência ou características do local de residência do portador; os patronímicos e matronímicos, relacionados dos nomes paternos ou maternos, respectivamente; apelativos, que denotam atributos pessoais do primeiro portador e os ocupacionais, que historicamente relacionou o sobrenome a ocupação do seu portador.

A importância de conhecer um pouco mais sobre a história dos seus antepassados é que o sobrenome que possuímos é uma espécie de identificação, que representa uma tradição familiar e um legado deixado como herança através das gerações.  Nos sites indicados a seguir, você poderá encontrar os brasões e descobrir a história de toda a sua família. Quando o sobrenome não está disponível no acervo, uma pesquisa mais avançada pode ser iniciada procurando através do país de origem dos seus antepassados e de outros sobrenomes correlacionados aos mesmos.

Conhecer história dos sobrenomes: www.heraldica.com.br e www.genealogia.com.br

quarta-feira, 7 de agosto de 2013

Diferenças entre inseminação artificial e fertilização in vitro

Tanto a inseminação artificial quanto a fertilização in vitro são técnicas que axiliam na reprodução, quando esta não pode ser realizada da forma natural. Há diferenças entre elas, tanto na técnica em si, quanto nas indicações que levam a realização do procedimento mais adequado para cada caso.

A técnica de inseminação artificial tem como objetivo facilitar a chegada do espermatozóide ao óvulo, que pode estar dificultada em mulheres que possuem problemas na região do colo do útero, como a presença de anticorpos que matam os espermatozóides. Para “driblar” esses anticorpos, o sêmen do homem é coletado e injetado diretamente na cavidade uterina da mulher, onde poderão sem dificuldades fecundar os óvulos. O procedimento também pode ser indicado para os casos em que o homem possui poucos espermatozóides. Neste caso, o esperma é coletado e passa por um tratamento para aumentar a sua concentração antes de ser injetado no útero da mulher.

Diferenças  entre inseminação artificial e fertilização in vitro

Na inseminação a fecundação acontece no útero da mulher, já na fertilização in vitro, essa etapa acontece fora do organismo. O tratamento é iniciado com o uso de medicamentos que estimulam a produção de óvulos, mais de um por ciclo. Os óvulos serão aspirados por uma agulha e colocados em meio de cultura com nutrientes, em seguida são depositados os espermatozóides. Depois que os óvulos estiverem fertilizados, serão encaminhados para um estufa onde passarão pelas primeiras divisões celulares para formar o embrião. Dentro de 72 horas já existirão entre oito e dezesseis células, o que já possibilita o seu posicionamento no útero da mulher.

Para garantir a chance de a mulher desenvolver a gravidez, são implantados mais de um embrião, por isso as chances de nascerem gêmeos ou trigêmeos são grandes. Quanto a indicação, a fertilização in vitro é feita em mulheres que já fizeram ligamento de trompas ou já entraram na menopausa.

Ranking melhor TV por assinatura

O aumento do número de empresas que oferecem serviços de TV por assinatura fez com que os usuários ganhassem uma série de vantagens, oferecidas para atrair mais clientes. No entanto, antes de contratar esse tipo de serviço é preciso estar atento a diversos detalhes, principalmente quanto ao tempo de permanência da empresa no mercado, bem como a avaliação que possui por parte dos usuários.
De fato, a melhor TV por assinatura irá depender do perfil do usuário. Há serviços com mensalidades que partem de R$ 39,90, no entanto, as opções de canais são mais precárias, tanto em número como em qualidade. Praticamente todas as empresas já oferecem canais em HD, mas o interessado precisa saber ainda se a sua TV já é compatível com imagens de alta definição.

Em todo caso, no Brasil três empresas lideram o ranking de TV por assinatura, conheça abaixo um pouco mais dos serviços de cada uma delas.

Ranking melhor TV por assinatura

A NET é atualmente a maior empresa no ramo e com maior participação no mercado. Uma série de fatores são bem pontuados em sua avaliação, entre eles: grande tempo de atuação no mercado, alta credibilidade e maior freqüência na renovação dos serviços. A empresa tem tentado se consolidar como a melhor no serviço “triple play”, oferta conjunta de TV por assinatura, Internet banda larga e serviço de voz transmitidos por um único cabo.

A Sky Brasil ocupa o segundo lugar. Também atua há muito tempo no Brasil e apesar da posição é a que mais cresce, tanto em nível de serviços ofertados, quanto em número de usuários que compram seus pacotes. A empresa trouxe ao Brasil serviços de interatividade inéditos: DVR, o SKY+, o SKY HDTV, “SKY on Demand”, primeiro serviço de vídeo on demand, além de vídeo calibragem.

A Claro TV, antiga Via Embratel TV, também apresenta elevadas taxas de crescimento, e é atualmente a terceira opção mais buscada pelos brasileiros.  Os seus serviços de destaque inclui controle dos pais sobre os canais disponíveis para os filhos, além de 500 horas gravação de programas, reserva de programas e pausa ao vivo.

Como tratar e prevenir otite canina

A Otite, inflamação das vias auditivas, mais comumente a parte externa do ouvido, é bastante freqüente em cães devido à estrutura anatômica do órgão nesses animais. A maioria das raças possuem um canal auditivo bastante longo, o que o torna propenso a infecções, que geralmente são de difícil tratamento. No caso dos cães das raças Cocker Spaniel, Golden Retriever e Basset Hound, que possuem os ouvidos pendulares, não é possível fazer uma boa higienização e secagem, o que acaba criando um ambiente ideal para proliferação de agentes infecciosos.

São sintomas característicos da otite: mau cheiro, secreções, agitação da cabeça, coceira observada com quando o animal esfrega com frequencia as orelhas contra o chão, fáceis de dor ao tocar alguma região ao redor das orelhas e perda de audição. Para diagnosticr o problema, o veterinário poderá solicitar a realização de exames mais específicos como a otoscopia e outros laboratoriais.

Como tratar e prevenir otite canina

O tratamento deve ser feito com bastante cautela, uma vez que as chances de reicidiva são altas e por se tratar de infecções por fungos e bactérias, esses agentes podem se tornar mais resistentes com o uso prolongado de antibióticos. Todo tipo de medicamento deve ser utilizado conforme orientação do veterinário. Nos casos mais leves, serão necessários apenas o uso de medicação tópica e limpeza correta dos ouvidos. Nos mais avançados, o tratamento associará ainda o uso de antibióticos ou anti-fúngicos. Vale lembrar que nunca deve-se usar água ou peróxido, mesmo nos casos mais simples, a loção de limpeza é o ideal. è preciso estar atento ainda a forma de uso, que deve ser massageando suavemente o canal para fazer os resíduos se soltarem. Quanto à prevenção, a limpeza rotineira com loções específicas, principalmente nos cães que possuem maior predisposição, é a melhor forma de evitar o aparecimento das otites e de outras inflamações.

Como tirar riscos no inox

O brilho e a superfície lisa são os maiores atrativos do inox, no entanto com o tempo de uso, é inevitável que riscos e imperfeições marquem a sua peça. Na hora de limpar, retirar manchas e riscos, também é preciso ter cuidado, uma vez que o uso de produtos inadequados podem danificá-lo ainda mais. Vamos mostrar agora duas maneiras simples e práticas de remover riscos do inox, mas antes é importante saber alguns detalhes desse material.

Quem possui peças de inox em casa deve saber que o ácido inoxidável é uma liga de ferro e crômio, que contém ainda níquel e outros elementos, juntos conferem uma excelente resistência à corrosão. No entanto, o uso de materiais inadequados e a falta de manutenção levam ao desgaste do inox. O ideal é utilizar panos macios, sabão neutro ou produtos multiuso sem componentes abrasivos para a limpeza rotineira. Deve-se evitar ainda produtos com cloro, amoníaco, removedores e palha de aço, pois danificam o acabamento e a pintura da peça.

Como tirar riscos no inox

Agora que você já sabe como conservar o seu inox, saiba como recuperar as peças mais danificadas, retirando os seus riscos. Uma das soluções recomendadas é o uso do bicarbonato de sódio com água. Separe uma colher de bicarbonato de sódio e vá acrescentando água até formar uma mistura homogênea, compacta e concentrada. Utilize algodão, uma flanela ou um pano macio para aplicação. Esfregue bem a superfície do inox, da mesma forma que é feito em polimentos. Repita o processo quantas vezes for necessário, até que os riscos fiquem imperceptíveis.

Outra técnica bastante utilizada é passar um pano macio com fluído de isqueiro sobre os riscos e esfregar, mas de uma forma mais delicada. Repita o processo e observe os resultados. Depois que os riscos desaparecerem, utilize uma flanela para dar brilho à peça.

Implante coclear ou Ouvido biônico – Cirurgia, SUS, Preço

O implante coclear ou ouvido biônico é um aparelho implantado através de uma cirurgia na orelha, que possibilitará a percepção de estímulos sonoros pelo nervo auditivo, em pessoas com surdez profunda. O dispositivo possui uma parte interna, implantada dentro da orelha do paciente, e outra externa que é posicionada bem atrás da orelha, mantendo-se exatamente no lugar através de um imã.

Com o implante, a pessoa começará a ouvir sons, em muitos casos há possibilidade de compreender a fala humana, no entanto, não se iguala a audição de quem nasceu com o sistema auditivo normal.  DE acordo com especialistas nesse tipo de cirurgia, o nível de audição que será adquirido pela pessoa implantada dependerá de diversos fatores, como: tempo que a pessoa ficou sem ouvir, se em algum momento da vida já pôde ouvir ou não, se o paciente possui algum código linguístico estabelecido, isto é, se sabe se comunicar de alguma forma, entre outros.

Ouvido biônico ou Implante coclear - Preço, SUS

A cirurgia é relativamente cara, além do custo do aparelho, os profissionais que a realizam devem ser bem preparados e ter a sua disposição uma boa estrutura hospitalar, por isso, ainda são poucos os hospitais habilitados para realizar o procedimento. O implante pode ser feito através da rede pública, financiado pelo Sistema Único de Saúde – SUS, em centros e hospitais credenciados. Para o SUS são consideradas as mesmas indicações do setor privado. A cirurgia só será contra-indicada nos casos de surdez pré-lingual em adolescentes e adultos não reabilitados por método oral e para pessoas com agenesia coclear ou do nervo coclear.

Na rede privada, os convênios de saúde que possuem cobertura para cirurgia são obrigados a cobrir o implante coclear, uma vez que o implante consta no rol de procedimentos básicos da Agência Nacional de Saúde.  Os custos são elevados e todo o procedimento pode chegar a R$ 40.000.

Produtos para tirar manchas de roupa branca

Com o produto certo até as manchas mais difíceis em roupas brancas podem ser removidas. Algumas receitas caseiras dão bons resultados, e em alguns são as únicas opções. Em todo caso, independente do tipo de mancha, você deve saber que quanto maior for o tempo de permanência da mancha, mais difícil será de removê-las e provavelmente o tecido será desgastado. Além disso, é importante destacar que o mesmo produto ou mistura não será eficiente para todos os tipos de manchas.

No caso de manchas provocadas por molhos, frutas e café, o Vanish é a solução mais eficiente. O produto é vendido em supermercado, nesses casos, a versão mais tradicional já será suficiente. Manchas provocadas pelo mofo podem ser eliminadas com sal, vinagre e suco de limão, misturados e esfregados na roupa diretamente na região. Em seguida, deixe a roupa exposta ao sol por uma hora e depois lave normalmente.

Produtos para tirar manchas de roupa branca

Todas as roupas brancas com o tempo vão perdendo o brilho e a vitalidade da cor. Geralmente vão adquirindo uma tonalidade acinzentada ou uma cor mais creme do branco, o que dá um aspecto encardido. Para evitar que isso ocorra e a sua roupa esteja sempre branquinha, ferva-a periodicamente com pedaços de limão. Com peças menores e mais delicadas, como lingeries, que também podem apresentar manchas amareladas, deixe-as de molho com uma solução de água e bicarbonato de sódio e depois lave e enxágue como de costume.

As manchas amareladas, comuns no colarinho e nas axilas dão mais trabalho, mas também podem ser eliminadas. Nesses casos, o ideal é usar uma pasta preparada com vinagre de álcool branco e bicarbonato de sódio. A mistura deve ser aplicada diretamente sobre a mancha, devendo permanecer sobre ela por uma hora. Em seguida, lave-a normalmente e caso a região ainda não esteja completamente branca, repita a aplicação. Outras solução que dá bons resultados para esse tipo de mancha é o Vanish Crystal White, aplicado com um pouco de água quente.

Quantidade de ração para filhote de cachorro

A quantidade de ração ideal para cada cão dependerá basicamente do seu tamanho, raça e nível de atividade. Além disso, a depender do estágio da vida em que se encontre a oferta de ração deverá ser diferenciada, principalmente quando se tratar de cães mais velhos, em crescimento, fêmeas esperando filhotes ou lactantes, que possuem necessidades energéticas mais específicas.

Durante os primeiros meses de vida, a alimentação do pet deve ser bem controlada para evitar distúrbios nutricionais, entre outras disfunções no futuro. Na embalagem das rações, as fabricantes indicam no verso, a quantidade diária ideal de ração de acordo com a idade e a raça do animal. É importante que os donos saibam que não é bom oferecer comida à vontade ao animal, uma vez que a tendência é que os mesmos consumam mais que o recomendado e aumentem o peso rapidamente, predispondo-os à obesidade.

Quantidade de ração para filhote de cachorro

A partir dos quarenta e cinco dias de vida, o animal já pode ser alimentado com rações para filhotes. A medida que for crescendo a quantidade de refeições oferecidas no dia vão diminuindo e quando o animal completar um ano, o dono já deverá começar a substituir a ração para as de adulto. Há uma grande variedade no mercado, desde os diferentes tipos: secas, semiúmidas ou úmidas, aos sabores: carne, frango, carneiro, fígado, entre outros.

De acordo com veterinários, até os três meses de idade, o filhote deverá ser alimentado com quatro refeições por dia, com intervalos de quatro a seis horas aproximadamente. A quantidade oferecida deverá ser em torno de 400 gramas por dia, divididas em 100 gramas por refeição.  A partir dos três e até o seis meses de vida, o filhote passará a se alimentar três vezes por dia, com refeições que possuam em média até 150 gramas de rações, totalizando 450 gramas diárias. Depois dos seis meses de vida, o cão se alimentará duas vezes por dia, a quantidade de ração oferecida deverá totalizar 500 gramas, ou seja, 250 gramas em cada refeição.

Dieta para secar – Dicas, Alimentação, Cardápio

Quer perder peso de forma saudável e em pouco tempo? É preciso estar atento as principais dicas e seguir a risca a dieta para eliminar o excesso de gordura corporal, além de realizar atividades físicas para alcançar os resultados em pouco tempo.  Selecionamos uma dieta que vai te ajudar a “secar” e diminuir a circuferência abdominal.  Serão trinta e dois de uma dieta que tem como objetivo principal a desintoxicação do organismo, retirando do seu cardápio habitual alimentos que irritam o sistema digestivo e os substitui por cereais integrais, frutas, legumes e um líquido específico, a água Sass, à base de gengibre e limão.

Em uma segunda etapa serão incluídos nas refeições um ácido graxo monoinsaturado e o cardápio é rico em óleos, azeitonas, frutas oleaginosas e sementes, abacate e chocolate amargo. Confira uma opção de cardápio para cada fase da dieta, para conhecê-la por completo acesse o site indicado em seguida.

Dieta para secar

Dieta para secar - Dicas, cardápio

- Primeira Fase

Café da manhã

1 copo de 200 ml de suco feito com 1 copo da  água Sass; ½ maçã; 1 torrada integral com 1 colher de sobremesa de abacate amassado; 1 pitada de sal marinho e/ou azeite de oliva extravirgem.

Almoço

1 copo de água Sass antes da refeição; 1 prato de sobremesa de salada de endívia e alface- americana com broto de alfafa; 2 colheres de sopa de quinoa em grãos; 1 filé de frango grelhado com ervas como alecrim, cebolinha e salsinha; 1 xícara de chá de mix de brócolis e couve-flor refogados com alho.

Lanche

1 banana média com 1 colher de sobremesa de farinha de linhaça dourada; 1 copo de 200 ml de água.

Jantar

1 copo de água Sass antes da refeição; 1 prato de sobremesa de legumes como brócolis, vagem, couve-flor e cenoura, salteados no azeite; 2 colheres de sopa de quinoa em grãos; 1 filé de frango com shoyu, mostarda e curry.

- Segunda Fase

Café da manhã

1 copo de 200 ml de suco de limão com hortelã; 1 fatia de pão de forma integral; 1 ovo mexido e 3 castanhas-do-pará.

Almoço

1 prato de sobremesa de salada de folhas verdes com pepino e tomate cereja; 3 unidades de almôndegas de frango assadas; 2 colheres de sopa de arroz integral; 1 concha de feijão carioca.

Lanche

4 rosquinhas integrais de cacau e gengibre; 1 copo de 200 ml de água de coco.

Jantar

1 prato fundo de sopa de tomates frescos com manjericão; azeite de oliva extravirgem e azeitonas ; 1 ­filé de frango assado com tiras de abobrinha.

Castanha do Pará – Benefícios, Musculação

Apenas uma castanha-do-pará  por dia é capaz de fornecer diversos nutrientes que garantem o bom funcionamento do organismo. Além disso, graças à presença da arginina em sua composição, quem pratica musculação pode se beneficiar ainda mais com o consumo da castanha, que pode favorecer recuperação e otimizar o crescimento muscular.

A castanha-do-pará ainda é bastante estudada por nutricionistas de todo o mundo, que acreditam que os seus maiores benefícios estão relacionados ao selênio, um mineral de grande importância para uma vida longa e saudável.  Diversos estudos já comprovaram que essa representante do grupo das oleaginosas pode repor a quantidade de selênio necessária para combater o envelhecimento celular causado pelos radicais livres, além de fortalecer o sistema imunológico, reduzir os níveis do colesterol ruim no sangue e atuar na prevenção de diversas doenças degenerativas.

Castanha do Pará - Benefícios, musculação

Assim como todas as oleaginosas, a castanha-do-pará também é uma excelente fonte proteínas, essenciais para quem busca ganho de massa muscular.  Durante a prática de exercícios ocorrem lesões nas fibras musculares que são reparadas no pós-treino, por isso é tão importante fornecer ao organismo a quantidade necessária de proteínas para acelerar o reparo muscular e favorecer o aumento de massa muscular.
Recomenda-se o consumo de apenas uma castanha todos os dias, antes do almoço ou do jantar. Para os praticantes de atividades físicas o ideal é que a castanha seja consumida logo depois dos treinos. A recomendação é baseada em pesquisas que mostram que o selênio possui efeito cumulativo, ou seja, se consumimos em excesso é possível que apresentemos reações de toxicidade.  Quem está seguindo a risca uma dieta e quer perder peso, não precisa se preocupar com a gordura presente na castanha, uma vez que esta é do tipo mono ou poli insaturada, que não fazem mal ao organismo e não favorecem o ganho de peso.

segunda-feira, 5 de agosto de 2013

Teste de gravidez de farmácia funciona? Entenda Riscos

O teste de farmácia é a primeira alternativa para mulheres que suspeitam de gravidez, apesar de muitas delas desconfiarem da eficiência do teste, para muitos médicos este possui uma boa confiabilidade, independente da marca ou valor.  Todos os testes de farmácia são capazes de detectar a presença do hormônio Gonadotrofina Coriônica Humana – HCG na urina. O hormônio é liberado pela placenta do embrião e serve para estimular o ovário a manter a produção da progesterona, outro hormônio necessário para o desenvolvimento da gravidez.

No entanto, é preciso estar atenta a alguns detalhes na hora de comprar um teste de gravidez. O produto deverá ter o selo da Agência Nacional de Vigilância Sanitária – Anvisa, com o devido número de registro no Ministério da Saúde e como não poderia deixar de ser, estar dentro do prazo de validade. Além disso, deve ser bem armazenado e lacrado, pois a umidade e o calor alteram suas características e podem comprometer o resultado do teste.

Teste de gravidez de farmácia funciona? Riscos

Os testes são simples e práticos. Em alguns, há um pequeno recipiente para colher a urina e onde deverá ser mergulhada a tira branca que faz parte do kit. Depois de aguardar o tempo recomendado nas instruções, a mulher irá observar os resultados: Apenas uma linha colorida na tira, representa resultado negativo, já duas linhas significam positivo. Quando nenhuma linha, o teste é considerado falho e deverá ser repetido.

Em outros testes, é utilizada uma caneta-bastão, cuja ponta deve ser colocada diretamente sobre o jato de urina. Depois de aguardar o tempo recomendado, a mulher observará os resultados, conforme instrução do fabricante. Não há riscos nos testes de farmácia, mas é preciso seguir atentamente todas as recomendações, que podem variar entre as marcas. Outra recomendação é não fazê-lo precocemente, principalmente mulheres com ciclo menstrual irregular.  Portanto, se o resultado do teste de farmácia der negativo e a mulher continuar com os sintomas de gravidez, o teste deverá ser refeito dentro de dois dias.

Receitas naturais para prisão de ventre

A prisão de ventre é um problema comum, principalmente entre as mulheres, que possuem maior propensão a desenvolver essa desordem intestinal. A causa pode estar relacionada a diversos fatores, desde estresse e ansiedade, a carências nutricionais, que repercutem no funcionamento digestivo. Os principais sintomas são: inchaço, sensação de empachamento, mal estar e desconfortos abdominais.

Algumas receitas naturais são infalíveis para tratar a prisão de ventre. Os alimentos com bagaço, folhosos, linhaça, aveia, cereais integrais como: arroz, linhaça, aveia e granola, melancia, uva passas, ameixa preta e iogurtes, devem estar presente no cardápio de quem sofre com o intestino preso. Além desses, outras frutas como mamão papaia, laranja, acerola, pêssego, abacaxi, kiwi, manga, tangerina, abacate e pêra, ajudam a liberar e lubrificar o intestino. Outra dica importante é beber bastante água, de 2 a 3 litros por dia. Confira abaixo, receitas naturais que vão te ajudar a combater a prisão de ventre.

Receitas naturais para prisão de ventre

 

Receitas caseiras para prisão de ventre

Suco Laxante

Ingredientes

- 1/2 mamão papaia sem casca e sem semente;
- Quatro ameixas pretas sem o caroço;
- 200 ml de suco de laranja;
- 20 g de semente de linhaça triturada;

Preparo: Bata no liquidificador o mamão, o suco de laranja e as ameixas. Adicione a linhaça triturada e misture novamente até formar um líquido homogêneo.

Vitamina

 Ingredientes

- 3 ameixas pretas sem caroço;
- 1 colher de sopa de farinha de Chia;
- 1 colher de sopa de farinha de Linhaça;
- 1 mamão papaya;
- 1 copo de leite desnatado ou de soja;

Preparo: Bata no liquidificador todos os ingredientes juntos e beba um copo dessa vitamina pela manhã ou pela noite.

Papa de ameixa

Ingredientes

- 5 ameixas secas;
- 1/2 xícara de chá de água;
- 3 colheres de chá de mel;

Preparo: Coloque as ameixas de molho na água por três horas. Em seguida, retire as sementes das ameixas e amasse-as com um garfo. Feito isso, leve-as novamente para a água, acrescente o mel e misture bem.

Consuma três colheres de sopa por dia.

Melhores cães de guarda – Raças

Quais são as características que fazem um bom cão de guarda? De acordo com veterinários, há uma série de fatores que influenciam no comportamento do animal, para o fazerem o não um cão de guarda, mesmo para as raças que tradicionalmente já são qualificados como tal. O treinamento é indispensável na definição do comportamento do animal, quanto mais cedo for realizado, melhor.

Ao contrário do que muitos donos pensam, um cão de guarda eficiente não é aquela que ataca os invasores, mas que os espanta antes mesmo de pularem o muro. Outra característica importante é que o dono deve sempre ter um contato amigável com o cão, que por sua vez, deve obedecer seu proprietário, caso contrário,  pode se tornar uma ameaça dentro de casa. Conheça agora algumas das principais características de cães de guarda tradicionais.

Melhores cães de guarda

O Pastor Alemão é o cão mais procurado para defesa de propriedades, companhia e guia de deficientes, sendo também um dos mais utilizados em atividades policiais. O seu latido é alto e possui um bom potencial de intimidação, reagindo com eficácia às agressões. Mas é preciso estar atento aos cruzamentos malfeitos, que podem dar origem a animais com temperamentos mais instáveis. Os animais da raça Rottweiler são mais resistentes, o que é visível apenas por sua estrutura física. Possuem um temperamento muito forte e apesar do tamanho, conseguem se adaptar bem a ambientes e espaços reduzidos. São desconfiados e além de cães de guarda, também são bons pastores.

Já os Dobermanns são excelentes vigias, podem intimidar os invasares apenas pelo latido, além de reagirem com violência a agressões. Apesar disso, são facilmente adestráveis e se dão bem com outros animais. Os Filas Brasileiros são autoconfiantes, destemidos e também possuem um latido alto. Ao contrário da raça anterior não se dão bem com outros animais, mas quando criados em casa são bem respeitadores.

Como fazer cachorro parar de morder

Das pequenas mordidas às que realmente ferem e machucam, o hábito de morder além de ser perigoso, muitas vezes faz com que o cão seja afastado do convívio com seus donos. Está na natureza canina morder, quando o fazem na intenção de agredir, alguns sinais de sua linguagem corporal são clássicos, o cão encara, mostra os dentes, rosna, fica com as pernas bem esticadas, os pelos dos ombros e das costas ficam eriçados, a cauda fica esticada e balança em movimentos rápidos. Por outro lado, as mordidinhas “carinhosas” são mais comuns em brincadeiras com os donos.

Filhotes que são separados muito cedo de suas mães e irmãos, geralmente mordem mais e mesmo que sem a intenção, as suas mordidas podem machucar. Isso acontece porque eles ainda não sabem a força que têm, tampouco que as mordidas fazem. Não conseguem também dimensionar a sensação de mais leve, uma vez que esse aprendizado é adquirido com a convivência na sua ninhada.

Como fazer cachorro parar de morder

Para fazer o seu cão parar de morder será necessário uma modoficação no comportamento do dono do animal também, pois todas as medidas deverão ser definitivas, ou seja, não dá para repreender o animal em um dia e no outro relaxar, deixando-o fazer o mesmo novamente. Comece as mudanças oferecendo algo para o cão mastigar e se entreter. Vale apostar em ossos duros, que além de servir de entretenimento durante vários dias, também ajudará na prevenção de problemas dentários como cáries e tártaro. Sempre que o animal começar a morder alguém ou algum objeto, dê-lhe o osso ou qualquer outro brinquedo que goste de morder, com o tempo, o cão perceberá o limite entre o que pode ou não morder.

Outra técnica que dá um bom resultado dar um grito de dor, soltar um “ai” em voz alta e em seguida se afastar do animal para alertá-lo que aquela brincadeira não o agrada.

Teste do sexo do bebê de farmácia funciona? Riscos do Intelligender

Intelligender – Menino ou Menina é um teste utilizado para identificar o sexo do bebê. Apesar ainda ser pouco conhecido no Brasil, o teste já é vendido há muito tempo em farmácias nos Estados Unidos e em outros países da Europa. A grande vantagem é que ao contrário dos testes convencionais, este poderá ser feito já na décima semana de gestação, sem nem precisa sair de casa. De acordo com a fabricante do teste, a precisão do resultado é de aproximadamente 90%, na prática, pesquisas feitas com usuárias do Intelligender mostram uma acurácia de 82%.

O teste funciona da seguinte maneira, os produtos químicos presentes em sua fórmula reagem com os hormônios presentes na urina da mulher grávida. A depender do sexo do bebê a cor da urina mudará, se for menina, o líquido se torna laranja, mas se for menino, ficará verde. O exame deve ser feito com a primeira urina do dia, com a quantidade exata indicada no copo de teste, que também pode ser medida com a ajuda de uma seringa que faz parte o kit. Depois de dez minutos o líquido mudará de cor.

Teste do sexo de farmácia funciona? Riscos

O Intelligender não garante resultados precisos para as mulheres que estão em tratamento com o hormônio progesterona.  A eficácia também poderá ser reduzida no caso de gestação de gêmeos ou mais. No entanto, ainda assim, a gestante saberá que, em caso de gêmeos, se a cor mostrada no teste for verde, um dos fetos é do gênero masculino. Caso o líquido fique laranja, a futura mãe terá duas meninas.

Entre as principais recomendações para realização do teste são: não praticar relações sexuais sem preservativo, 48 horas antes de realizar o teste, coletar a urina exatamente da forma ensinada nas instruções da embalagem e não fazer uso de medicações hormonais. O preço do teste é, em média, R$ 300 e pode ser feito por todas as grávidas a partir da décima semana.

Linguagem corporal dos cães

Os cães possuem diversas formas de se comunicar entre si, algumas como a linguagem corporal e expressões faciais são capazes de mostrar o estado comportamental do animal. É possível saber quando o cachorro está assustado, se está com vontade de brincar ou até mesmo se o animal está diante de uma situação que o amedronta, apenas observando sinais característicos do seu corpo.

Com a postura ereta, o rabo abanando lentamente, as orelhas alertas, mesmo com a aparência mais relaxada, os olhos com as pupilas pequenas, a boca fechada ou com os lábios um pouco separados, indicam que o animal está confiante. Ao contrário, quando o animal se posiciona com uma postura abaixada, o rabo encolhido, as orelhas para baixo, com o olhar arregalado, mostrando a região branca dos olhos, boca semi aberta e respiração ofegante, indicam que o mesmo está assustado ou ansioso.

Linguagem corporal dos cães

O cão certamente estará agressivo com a postura mais rígida, o rabo para cima ou para trás, mas também muito rígido, as orelhas alertas, o olhar focado e intenso, boca aberta com os lábios puxados para trás e alguns dentes a mostra e arrepios visíveis através do aumento da linha de pêlos que começa na base do pescoço e vai até os ombros. Por outro lado, é possível saber que o animal está com medo, quando a sua postura é recolhida para si mesmo, com o rabo completamente encolhido, as orelhas para baixo, os olhos arregalados e com perda de foco, a boca semi aberta com os lábios um pouco para trás e a respiração ofegante.

O cão estará totalmente relaxado quando estiver deitado ou com de pé com uma postura sem nenhuma vigilância, o rabo para cima abanando ou solto naturalmente, as orelhas normais, mas mais relaxadas ou mais pra cima a depender da raça do animal, os olhos focados, mas não olham fixamente para uma direção e a boca aberta com a respiração levemente ofegante.

sexta-feira, 2 de agosto de 2013

Remédios caseiros para garganta inflamada

As causas mais comuns de inflamação na garganta estão relacionadas à irritação com poeira ou outros agentes inalados, nariz entupido, que leva ao ressecamento da mucosa da garganta devido à respiração pela boca, entre outros. O tratamento é simples e pode ser feito com remédios caseiros, a base de produtos naturais, que possuem propriedades para aliviar os sintomas e tratar as causas. Em todo caso, é importante estar atento a sintomas agravantes como febre constante, aparecimento de ínguas (glândulas linfáticas inchadas) e dores no corpo.

Dor, dificuldade para engolir, halitose, são alguns dos principais sintomas da garganta inflamada. Mel e limão são clássicos para combater esses sintomas, mas quando combinados com outros alimentos seus efeitos são potencializados e os resultados surgem mais rápido. Em todo caso, vale lembrar que quem está com a garganta inflamada deve evitar alimentos muito quentes ou frios, pois as temperaturas extremas podem causar irritação instantânea e piorar a inflamação.

Remédios naturais para garganta inflamada

Remédios caseiros para garganta inflamada

Maçã com mel 

A maçã reduz a inflamação e o mel possui efeitos calmantes e lubrificantes, juntos aliviam as dores. A fruta deve ser fatiada e o mel espalhado por cima, depois de alguns minutos já pode ser consumida.
Chá de Gengibre

Todos os preparos com gengibre aliviam sintomas de distúrbios como amigdalite, gripes, resfriados e dores musculares. O chá deve ser feito por infusão, com cerca de 50 gramas de gengibre ralado, sem açúcar ou adoçante, podendo ser consumido pela manhã, pela tarde e pela noite.

Chá de Limão

Retire a casca de um limão inteiro e leve-a ao fogo com água até ferver. Em seguida, corte o limão ao meio e esprema o suco em uma xícara, acrescentando-o ao chá das cascas junto com mel.

Chá de pimenta-de-caiena

O chá é preparado com 125 ml de água morna, uma colher de suco de limão, uma colher de sal e uma pitada de pimenta-de-caiena. A mistura deve ser usada para gargarejo várias vezes ao dia.

Como aumentar o apetite

A falta de apetite é um sintoma comum a várias desordens, mas em geral, pode estar relacionada às mais diversas situações estressantes vividas durante o dia. Apesar de ser indispensável a avaliação médica,  existem algumas dicas que podem ajudar a aumentar o apetite, estimulando o maior consumo de alimentos.
Além de estimular a fome, é preciso evitar situações que inibem o apetite, como por exemplo, beber líquido antes ou durante as refeições, ou ainda, “beliscar” vários alimentos com o objetivo de comer menos na refeição principal.  Deve-se evitar alimentos muito concentrados, doces e gordurosos, pois podem causar mal estar e diminuir o apetite posteriormente. Ainda assim, nessas situações recomendam-se alimentos mais cremosos e pastosos como sopas, suflês, mingaus e cremes.

Como aumentar o apetite

Comer várias vezes durante o dia pode ser favorável ao organismo, a depender do tipo de alimento que será consumido. As refeições devem ser realizadas sempre em um horário, para que o organismo também crie se adeque a sua rotina. Nutricionistas orientam que o momento de fome não deve ser ignorado, mas fora dos horários em que habitualmente são feitas as refeições, o ideal é consumir uma fatia de queijo, uva passas, barra de cereal, frutas, castanhas, nozes, entre outros.

Alimentos mais saudáveis como frutas, verduras, cereais integrais e legumes também devem fazer parte do cardápio diário de qualquer pessoa. Outra dica para aumentar o apetite é consumir também alimentos que naturalmente já abrem o paladar, como é o caso dos alimentos bem temperados, com canela, por exemplo, ou ainda os mais amargos, que estimulam o fluxo de saliva e estimula o paladar. Além desses, frutas e vegetais ricos em vitamina C, carnes magras, aves, frutos do mar, nozes e sementes podem aumentar o apetite e facilitar a digestão. Aproveite as dicas, modifique a sua alimentação para aumentar o apetite e comece a ter uma alimentação mais saudável.

Qual a melhor idade para separar o cachorro da ninhada

Separar o cão da sua ninhada na idade correta é de fundamental importância para o bom desenvolvimento do animal. De acordo com veterinários, desde o seu nascimento, o cão passa por diversas etapas fisiológicas, por meio das quais irá aprender a interagir com o meio e a desenvolver estímulos e reflexos essenciais para a sua sobrevivência, por isso não pode ser separado da mãe e dos irmãos antes da nona semana de vida.

Até aproximadamente o seu décimo segundo dia de vida, o cachorro é cego e surdo, passa a maior parte do tempo se alimentando e se aquecendo junto à mãe. Além disso, os seus estímulos e sentidos, faro e paladar, ainda são muito deficientes. Estudos mostram que até a terceira semana de vida, o cérebro do filhote ainda não desenvolveu completamente suas redes neurais, portanto, na maior parte é reativo, respondendo apenas aos estímulos mais primordiais. Durante este período, a mãe e o seu leite são indispensáveis. Sem as lambidas da mãe para estimular a alimentação e sem o calor do corpo dela e dos irmãos por perto para manter a temperatura, é pouco provável que o cão se desenvolva bem.

Qual a melhor idade para separar o cachorro da ninhada

Da terceira à sétima semana de vida, o filhote já começa a aprender a se socializar com outros cães, além de começar a “entender” a hierarquia da dominância, o que representa uma boa oportunidade para os treinamentos, uma vez que esta é uma fase de rápido desenvolvimento físico e mental.

Respeitar essas fases de desenvolvimento implica diretamente em ter um cão equilibrado, confiante e mais feliz em casa. É errado pensar que o animal só aprenderá a usar seus estímulos longe da ninhada, uma vez que os seus primeiros e mais essenciais aprendizados só são consolidados com a mãe e irmãos. Se você está interessado em saber qual a idade ideal para comprar um cachorro, 3 meses seria o tempo ideal, no entanto, é comum a compra e venda de animais entre 60 e 75 dias de vida. As conseqüências da separação precoce repercutem no comportamento do animal, que pode se tornar mais agressivo, menos alerta, mais vigoroso ou pouco sociável.

Como escovar os dentes do cachorro

Escovar os dentes do seu cachorro deve fazer parte da higienização habitual do animal. A depender do estado dos dentes do pet, a escovação deverá ser realizada diariamente ou algumas vezes por semana, mas nunca pode deixar de ser feita, pois o crescimento de placas deixa o cachorro com mau hálito, propicia o aparecimento de ácaros, doenças na gengiva e até mesmo infecções mais graves. Criar uma rotina, com horários e momentos reservados para a escovação é a melhor forma de fazer o animal aceitar e colaborar com o dono.

O dono deverá ter em casa uma escova de dentes própria para cães, que já possuem suas cerdas mais suaves e especialmente anguladas. As escovas menores, como as de dedo, podem ser usadas com animais pequenos, já para os cães maiores será necessário uma escova com hastes maiores, que alcançam mais espaços. O creme dental também deverá ser específico, pois possui sabores mais agradáveis para o animal, o que facilitará a escovação.

Como escovar os dentes do cachorro

Com escova e creme dental em mãos, o dono poderá começar a escovar os dentes do seu cachorro fazendo pequenos círculos, tentando alcançar os extremos de cima e de baixo em cada lado.  Caso algum sangramento aconteça durante a escovação, observe se cessa rapidamente, caso contrário, procure um veterinário pois este pode ser um sinal de problemas na gengiva. As placas tendem a se acumular na região externa, por isso capriche nos dentes da frente, principalmente na região posterior.

Estar na posição ideal é importante, o dono deve ficar em uma posição que esteja confortável para o cão. Não grite ou assuma uma atitude ameaçadora, isso poderá deixá-lo ansioso e irritado, se isso acontecer pare e faça uma nova tentativa mais tarde. Ao final da escovação, dê uma recompensa ao animal, um brinquedo, guloseima ou um carinho a mais.

Banho seco para cachorros – Como fazer

O banho seco é uma opção útil para as mais diversas situações: durante o inverno, quando os banhos tradicionais devem ser evitados para que o cão não fique resfriado, para quando o cachorro se sujar logo depois de ter voltado de um banho caprichado no veterinário, especialmente para as raças cujos pelos perdem o brilho e a maciez com o excesso de água.

Há várias formas de fazer esse banho seco, as mais simples são usando produtos específicos vendidos em Pet Shops. Tais produtos são aplicados diretamente sobre a pele do animal, sem a nessecidade de enxagues. A maioria deles é comercializado em garrafas com spray, bastando borrifá-lo sobre o animal, mas algumas marcas pedem que o produto seja esfregado sobre o pelo do cachorro, o que não dificulta em nada a sua aplicação.

Banho seco para cachorros - Como fazer

O banho seco também pode ser preparado em casa, de forma mais simples, mas que também serve para uma limpeza mais superficial. Apesar do nome “seco”, este banho preparado em casa utiliza água e pode ser necessário secar os pelos com uma toalha ou com um secador. Para preparar esse banho, coloque em um recipiente: água morna, vinagre branco e álcool de cereais. Espalhe a solução sobre o pelo do animal, de forma a garantir que a mesma conseguirá chegar até a pele. Essa mistura não deve ser armazenada por muito tempo, devendo ser utilizada por no máximo duas vezes.

O banho a seco não deve ser usado como rotina, os donos devem saber que pelo menos a cada quinze dias um banho comum deve ser dado no animal, exceto nos casos de filhotes que ainda não foram vacinados. O banho com água, sabão, xampus e outros produtos de higienização são indispensáveis. A seco, apenas nos casos em que for necessário limpar os pelos superficialmente ou retirar odores desagradáveis.