PUBLICIDADE

sábado, 11 de maio de 2013

Como desativar e ativar conta no Facebook

Para você que está cansado do Facebook, mas não quer excluir definitivamente a sua conta, saiba que é possível desativá-la e ativá-la novamente. Pois é, os usuários têm a opção “Desativamento temporário” a sua disposição para se afastar um pouco da rede social. Nesse caso todas as suas informações serão salvas, fotos, amigos, listas de interesses, jogos e outras preferências são automaticamente restaurados quando decidir reativar seu perfil novamente. O usuário ficará invisível para os demais, que não poderão acessar ou ver qualquer informação do seu perfil.

Para desativar a sua conta, acesse o seu perfil e clique na opção “Conta” e em seguida em “Configurações da Conta”. Nesta, selecione “Segurança” e marque a opção “Desativar conta”, localizada na parte inferior da página. Automaticamente, o Facebook perguntará qual o motivo da desativação e o usuário deverá, obrigatoriamente, enviar uma resposta. Feito isso, clique em “Confirmar”. Lembre-se de marcar a caixinha que permite ao usuário optar por não receber futuros e-mails do Facebook. Caso não marque a opção, o mesmo continuará recebendo avisos todas as vezes que um amigo marcá-lo em uma foto, convidá-lo para um evento ou sugerir que entre para um grupo.

Como desativar e ativar conta no Facebook

Quando decidir reativar a sua conta, basta acessar o site da rede social e informar o seu e-mail e senha. O usuário será direcionado para outra página em que há um link que permitirá restaurar completamente o seu perfil.

Caso decida desativar para sempre a sua conta, será necessário excluí-la definitivamente. Para isso, clique no link disponível a seguir e informe a sua senha. Com esta opção, o Facebook eliminará todas as informações pessoais do usuário, mas informa ao mesmo que alguns arquivos por motivos técnicos poderão ficar armazenados em seus servidores, mas não poderão ser acessados por outros usuários. O processo pode demorar um pouco e as informações dos usuários poderão ser eliminadas dos servidores em alguns dias.

Acesse: https://www.facebook.com/login/reauth.delete_account

Limpar nome na internet

O número de brasileiros inadimplentes é cada vez maior, pensando em propor uma boa solução para ambas as partes, sites oferecem uma opção para aqueles que querem limpar o nome.  Pois é, aquele consumidor que assume uma dívida sem planejamento financeiro, são os que mais caem nas ciladas dos cartões de créditos, empréstimos e financiamentos com “boas condições”. Deixam de pagar uma dívida e quando resolvem quitá-la percebe que o montante gerado pelo banco já é muito maior do que o que pode pagar.
O “Quitei”, site disponível a seguir, oferece a possibilidade de negociar a dívida da melhor forma para o consumidor. De acordo com economistas, está é a forma inversa de pagar uma dívida, pois é o devedor quem vai procurar o banco para pagar o que deve. Assim, poderá oferecer uma proposta mais vantajosa, de acordo com a sua realidade financeira. Todo o processo é realizado pela internet, o interessado faz o seu cadastro, informando dados pessoais como nome completo, CPF, endereço, telefone, e os dados da dívida, empresa, contatos da mesma e o valor devido.

Limpar nome na internet

O site promoverá o encontro entre as partes, sem interferir na negociação, mas buscando melhores condições de desconto ou parcelamento. De acordo com o divulgado pela empresa, é possível obter descontos de até 40% nas dívidas com cartões de crédito, até 35% nas dívidas com financeiras, ate 50% nas dívidas com lojas e até 60% sobre o valor devido em contas de água, luz, telefone, TV  cabo, entre outras.
Outra forma de limpar o nome pela internet é pelo serviço do Serasa, “Limpa Nome Online”, mas neste é a empresa credora quem busca o devedor, comunicando ao mesmo que há uma oferta ou desconto para pagar sua dívida. Se o consumidor puder arcar com a proposta enviada, informa a empresa que em contrapartida lhe retorna com um boleto com a cobrança, que vence em até cinco dias úteis.

Limpar nome sujo na internet: http://quitei.com/inicio

Mudanças na inspeção veicular em São Paulo

Um novo projeto que traz novas regras para a inspeção veicular ambiental foi aprovado recentemente em São Paulo. Apesar de intensas discussões sobre o tema, principalmente entre partidos aliados e da oposição, mudanças importantes foram aprovadas, algumas delas de aplicação imediata. Em suma, o projeto de lei dispensa o pagamento da taxa pelo motorista aprovado, libera do serviço os veículos com até três anos de uso e determina a realização de uma vistoria a cada dois anos para os que possuem quatro a nove anos de uso.

Assim, com base na frota de veículos que realizará a inspeção ainda esse ano, em 2014, grande parte desses não precisarão fazê-la novamente. Para melhor ilustrar, quem comprar um automóvel hoje só precisará submetê-lo a quatro inspeções em um período de dez anos. A partir daí a vistoria deverá ser realizada todos os anos. Para aplicação imediata, a única modificação que já está valendo é a possibilidade de reembolso do valor da taxa paga pela inspeção, que atualmente é de R$ 47,44. Por ainda serem obrigados a passar pelo serviço, a taxa deverá ser paga, mas conforme divulgado, o motorista poderá ser reembolsado. Veículos que foram licenciados fora de São Paulo, mas que circulam mais de 120 dias na capital, não são beneficiados e devem realizar a inspeção.

Vale ressaltar que, a restituição só poderá ser solicitada por donos de veículos aprovados e sem dívidas com o município. Mas, com a legislação atual aproximadamente 20% dos carros e 30% das motos são reprovados. Entre os veículos a diesel, o índice de reprovação chega aos 40%.
Em partes, as mudanças previstas nesse projeto de lei será benéfica para ambos os lados, uma vez que a redução na periodicidade também permitirá ao governo reduzir os gastos públicos. Enquanto que, por um lado, isenta os motoristas da taxa e gera um custo de R$ 150 milhões, por outro, reduz a periodicidade e diminui os gastos da prefeitura.

Chocolate amargo é mais saudável

Por ter uma maior proporção de cacau em sua composição, os chocolates amargo e meio amargo trazem mais benefícios à saúde. De acordo com nutricionistas, o cacau possui substâncias antioxidantes, que ajudam a retirar do organismo radicais livres que promovem o envelhecimento precoce, além de melhorar a oxigenação do corpo e liberar a serotonina, hormônio responsável pela sensação de prazer e felicidade. De fato, todos esses benefícios são proporcionados pelo cacau, mas no chocolate ao leite, a sua proporção é bem menor.

A maioria dos chocolates amargos possui mais de 70% de cacau em sua composição, por isso são mais vantajosos que os demais disponíveis no mercado. Estudos mostram que o consumo de chocolate amargo pode ainda contribuir para a redução dos níveis de açúcar no sangue e do colesterol ruim, ao mesmo tempo em que aumenta os níveis do bom colesterol, conjunto de reações que fazem muito bem ao coração.

Chocolate amargo é mais saudável

Pois é, e quanto mais escuro for, melhor será o chocolate. Outra vantagem que é ainda mais desconhecida pelos consumidores do produto é que, contrariando muitas opiniões já formadas sobre o assunto, o chocolate amargo também faz bem para a pele, pois possui aqueles antioxidantes mencionados acima, que oferecem proteção contra os raios ultravioleta.

Apesar de menos explorado, já foi descoberto que o cacau possui propriedades anticoagulantes que agem melhorando a circulação e o fluxo sanguíneo. Além dos benefícios proporcionados à saúde física, há também as vantagens trazidas a saúde mental. Pesquisas comprovam que quem come chocolate se mostra menos estressado, mesmo que esse estado de humor seja temporário. Vale lembrar que todos esses benefícios são proporcionados pelo cacau, presente em todos os tipos de chocolate, mas mais concentrado nos chocolates amargos. Por isso, pense mais vezes antes de comprar um chocolate ao leite e deixar o meio amargo na prateleira.

Melhor receita de cupcake

Ganhando cada vez mais espaço em festas e eventos, os cupcakes são fáceis de preparar e com um toque de criatividade podem servir como lembranças e convites para as mais diversas ocasiões. As receitas básicas podem ser incrementadas com ingredientes especiais acrescentados à massa, ou aos recheios. Confira abaixo algumas receitas de cupcakes, a primeira é uma receita básica, as demais são variações que podem ser adaptadas a depender do gosto individual de quem o prepara.

Melhor receita de cupcake

Receitas de Cupcake

1.    Receita Básica

Ingredientes

2 ¾ xícaras de chá de farinha de trigo
1 xícara de chá de manteiga
2 xícaras de chá de açúcar
1 xícara de chá de leite
1 colher de sopa de fermento em pó
1 colher de chá de essência de baunilha
4 ovos grandes

Modo de preparo

Bata na batedeira inicialmente a manteiga até que ela fique cremosa e vá acrescentando o açúcar até formar uma mistura fofa. Em seguida, acrescente os ovos um por um, sem desligar a batedeira. Feito isso, acrescente a farinha peneirada, intercalando com o leite e bata novamente. Acrescente a essência de baunilha e por fim o fermento. Coloque as massas nas forminhas e leve ao forno. Recheie e cubra-o como desejar.

2.    Cupcake de coco e doce de leite

Ingredientes

1 e 1/3 de xícara de chá de manteiga sem sal
1 e 1/3 de xícara de chá de açúcar
2 ovos
1 e 3/4 de xícara de chá de farinha de trigo sem fermento
1/2 colher de chá de sal
1/2 xícara de chá de coco ralado
1 1/3 de xícara de chá de leite de coco
1/2 colher de chá de baunilha
2 colheres de chá de fermento em pó
800 g de doce de leite pronto

Modo de preparo

O modo de preparo da massa é semelhante ao anterior. Para a decoração, coloque bico pitanga dentro do saco de confeiteiro e corte a ponta, complete com o doce de leite e faça um buraquinho na parte superior. Encha o espaço com o doce e tampe com a parte reservada. Em forma de espiral, faça a cobertura e jogue o coco ralado por cima.


3.    Cupcake de Caramelo

Ingredientes

1 e 1/4 xícara de açúcar
1/3 de xícara de água fervente
150 g de manteiga em temperatura ambiente
2 ovos grandes
1 colher de chá de essência de baunilha
2 xícaras de farinha de trigo
1 colher de chá de fermento em pó
1 pitada de sal
1 e 3/4  xícara de noz-pecã picada
Confeitos de açúcar para decorar
1/3 de xícara de açúcar mascavo
50 g de manteiga
1 e 1/2 xícara de açúcar de confeiteiro
1/4 de xícara de creme de leite
1/2 colher de chá de essência de baunilha

Modo de preparo

O modo de preparo da massa é semelhante ao anterior. Antes de fazer a massa, leve ao fogo médio 1/2 xícara do açúcar até caramelizar. Retire do fogo e junte a água, mexendo sempre, até dissolver o caramelo. O preparo da cobertura é simples. Leve ao fogo médio o açúcar mascavo e a manteiga e mexa-os até formar uma pasta. Feito isso, reserve uma tigela para misturar o açúcar de confeiteiro com o creme de leite e a baunilha. Em seguida, acrescente o açúcar mascavo, transfira para a batedeira e bata por cinco minutos, até obter um creme leve. Cubra os bolinhos e decore-os com a noz-pecã e confeitos de açúcar.

Anemia – Alimentação para prevenir

Caracterizada por uma deficiência na concentração da hemoglobina ou na produção das hemácias, a anemia é uma condição clínica fácil de prevenir, basta manter uma alimentação saudável, rica em nutrientes essenciais. O tipo mais comum é a ferropriva, em que há uma oferta menor de ferro do que o que é necessário para o organismo. Mas, as anemias também podem ser causadas por deficiência de nutrientes como o Zinco, Vitamina B12 e proteínas.

Sintomas como palidez, tonturas, palpitações, perda de apetite dificuldade de concentração, falta de ar, excesso de sono, que culminam em uma redução do desempenho no trabalho, são comuns em anêmicos. Todos esses problemas são gerados como conseqüências diretas da limitação entre as trocas de oxigênio e gás carbônico entre o sangue e as outras células do corpo, pois há alteração na hemoglobina, seja na quantidade ou no tamanho da célula sanguínea.

Anemia - Alimentação para prevenir

A alimentação adequada para prevenir a anemia deve conter alimentos ricos em ferro, como a carne vermelha, feijão, beterraba, vegetais de folhas escuras como brócolis, espinafre e agrião, principais fontes do nutriente.  Além de saber quais são os alimentos com ferro em sua composição, é importante saber que existem dois tipos do nutriente nos alimentos, o heme e o não heme. O ferro do tipo heme é melhor absorvido pelo corpo e está presente nas carnes vermelhas. Já o não heme está mais disponível na natureza, presente em vegetais, em verduras, leguminosas, cereais e frutas, mas é menos absorvido pelo organismo.

Outra forma de garantir a oferta ideal de ferro para o organismo é consumindo alimentos que potencializam a absorção do mesmo. A vitamina C tem essa função, além de ajudar a melhorar a absorção e mobilização do ferro, ainda é capaz de transformar o ferro não heme em heme. Por isso, inclua suco de laranja ou limão no seu cardápio diário.

Melhores produtos de limpeza para casa

Aliado das donas de casa na hora de fazer aquela boa faxina, os produtos de limpeza são itens indispensáveis em toda casa. Pois é, mas quando são mal escolhidos ao invés de ajudar só atrapalham e perde-se a oportunidade de deixar tudo bem limpo e exalando um bom aroma. Ao contrário, há produtos que mesmo usados sozinhos, são capazes de substituir o uso de vários outros e além de deixar o ambiente impecável, ainda ajuda a economizar tempo e dinheiro.

Para escolher os melhores produtos de limpeza o ideal é saber para que cada um deles serve e assim otimizar o seu uso, para isso vão algumas dicas. A água sanitária limpa, branqueia e desinfeta e pode ser usada em vasos sanitários, ralos, pias e pisos para remover manchas, desinfetar  e remover o limo de azulejos. Os desengordurantes são ideais para eliminar as gorduras mais difíceis e podem ser usados no fogão, microondas e na geladeira, ou ainda, para remover a gordura que mancha piso e azulejos da cozinha.

Melhores produtos limpeza para casa

Quanto aos detergentes, deve-se dar preferência para o neutro ou de coco, devendo ser usados para lavar louça, utensílios e eletrodomésticos de inox. Microondas, geladeira e os armários da cozinha também podem ser limpos com detergente. O limpador multiuso é outro item indispensável, além de desinfetar e eliminar germes e bactérias, o produto é ideal para lavar piso e o revestimento das paredes da cozinha. Apesar de ser usado por muita gente para limpeza pesada, os desinfetantes matam poucos germes e perfumam mais o ambiente, para lugares que precisam de mais limpeza, deve-se optar por outros produtos dentre os citados acima.

Para remoção de gordura também pode ser utilizado um saponáceo, que nos casos menos difíceis podem substituir a lã de aço. O produto também tira manchas e sujeiras difíceis de pisos e paredes e ajuda a renovar o brilho das louças sanitárias.

Alimentos que enganam a fome

Driblar a fome pode ser uma tarefa mais fácil do que imaginamos, basta adotarmos hábitos alimentares mais regulares e darmos preferência a alguns tipos de alimentos que dão a sua contribuição naturalmente. Pois é, de acordo com nutricionistas, realizando bem as três refeições, intercalando-as com lanches, manteremos os níveis de glicose estáveis, e sentiremos menos fome fora dos horários programados.

Para dar uma ajuda especial, vale a pena apostar em alguns alimentos que enganam a fome, quando consumidos corretamente. Confira a seguir quais são esses alimentos e como devemos integrá-los ao nosso cardápio.

Alimentos ricos em zinco, como a carne vermelha, ovos, peixe, cenoura, pão integral, batata e gergelim, graças à presença dessa substância em sua composição, contribuem para o equilíbrio neuroquímico necessário para equilibrar a fome, sendo importante ainda para a memória e para a concentração. Os líquidos em geral, especialmente a água, chás e o presente nas frutas, ajudam a estabilizar a circulação sanguínea e facilitam o transporte dos nutrientes, assim o corpo sentirá falta da alimentação após um maior período de tempo.

Alimentos que enganam a fome

Considerando que é o cérebro que comanda a liberação de hormônios diretamente relacionados à fome, a cafeína presente no café, nos chás preto e verde, e ingerida em pequenas quantidades, promove dilatação dos vasos sanguíneos do cérebro, fazendo com que chegue “combustível” por mais tempo.

Por serem excelentes fontes de energia, os carboidratos também são indicados nesse processo de redução da fome. O ideal é dar preferência aos carboidratos presentes nos cereais integrais, frutas e vegetais. Alimentos com vitamina B e tiamina auxiliam o funcionamento das células do sistema nervoso central. Além disso, essas substâncias são necessárias para ativar o metabolismo da glicose e dessa forma, prolongar os períodos que passamos sem fome. Por isso, indica-se o consumo de cereais integrais, farinhas de aveia, germe de trigo, leguminosas, nozes e carne suína.