PUBLICIDADE

quinta-feira, 20 de fevereiro de 2014

Como plantar temperos em apartamento

Ter um tempero fresquinho sempre à mão na hora de preparar a refeição faz uma grande diferença para as donas de casa. Ao contrário do que muitas delas pensam, cultivar uma pequena horta em seu lar, é uma solução viável tanto para quem mora casa como em apartamento. Confira as dicas que vamos dar a seguir e comece a sua horta com temperos como: alecrim, manjerona, manjericão, salsinha, cebolinha e sálvia.

O primeiro passo é escolher entre as sementes ou as mudas, aquelas apesar de serem mais fáceis de encontrar, possuem períodos específicos durante o ano em que vingam com mais facilidade. Já as mudas podem ser plantadas em qualquer período do ano, sendo o final da tarde o melhor horário para o plantio. Durante os primeiros dias, será preciso regar a plantação com mais frequência, mas depois de crescida, o ideal é regá-la uma vez ao dia, sempre no início da manhã ou no final da tarde, evitando os horários do meio do dia, pois o sol é mais forte. A quantidade de água deverá ser medida de acordo o tamanho dos vasos, sendo de igual importância fazer a drenagem dos recipientes com a colocação de pedrinhas no fundo.

Como plantar temperos em apartamento

A qualidade da terra também é um dos fatores que influenciam diretamente no crescimento da planta, a dica dos paisagistas é adubar a terra duas vezes ao ano, utilizando adubos orgânicos como húmus de minhoca ou esterco de galinha.

Todas as plantas precisam da luz solar para viver, portanto mesmo que os raios solares não alcancem o local onde a horta estará localizada, será necessário mudá-las para um local qe facilite essa exposição por quatro horas diárias. Por isso, em apartamento a dica é cultivar em recipientes fáceis de mover, o que ajudará a diminuir o trabalho de arrastá-las pela casa todos os dias.

Dieta sem glúten – Alimentos, Cardápio

O consumo de glúten, proteína encontrada na farinha de trigo, centeio, cevada, malte e aveia, altera o metabolismo do corpo provocando inflamações que geram inchaço, dores articulares e indisposição. Além disso, devido à maior retenção de líquido, a perda de peso torna-se mais difícil, o que facilita o aparecimento de doenças como a obesidade e complicações cardiovasculares. De acordo com nutricionistas, quando retiramos a substância do nosso cardápio, uma série de benefícios nos é proporcionado, incluindo a melhor absorção dos nutrientes pelo organismo.

Entre os alimentos que possuem maior concentração de glúten, estão: pães, massas, tortas, farinha para preparo de bolo, massas, biscoitos, pizzas, panquecas, nhoque, lasanha, salame, salsicha, alimentos empanados, cereais matinais, sopas prontas, cerveja, doces, molhos de soja, teriaki e outros próprios para saladas. Alguns desses possuem versões sem glúten, comercializadas em lojas de produtos naturais.
Entre os que não possuem a substância e podem ser adicionados ao cardápio sem peocupações, destacam-se: tapioca, feijões, quinoa, chia, linhaça, milho, laticínios, batata, arroz, castanhas, sementes, mandioca, frutas, vegetais, carnes e cereais sem trigo, cevada ou malte. Confira a dieta sem glúten sugerida a seguir e torne a sua alimentação mais saudável.

Dieta sem glúten

Dieta sem glúten – Cardápio, Alimentos

Café da manhã

Opção 1:  1 unidade de tapioca com 1 ovo caipira mexido + ½ copo de suco de uva integral.
Opção 2:  1 fatia de pão sem glúten + 1 colher de sopa de geleia de frutas vermelhas + 1 xícara de chá.
Opção 3:  1 fatia de pão sem glúten + 1 colher de sopa de geleia de frutas vermelhas + 1 xícara de chá.

Lanche da manhã

Opção 1:  5 damascos
Opção 2:  1 maçã verde
Opção 3:  1 copo de suco de uva integral

Almoço

Opção 1:  Mix de alfaces com tomate cereja e azeite aromatizado com manjericão + 3 colheres de sopa de arroz 7 grãos + 1 xícara de brócolis refogado com alho em lascas + 1 unidade de filezinho de frango na chapa.

Opção 2:  Mix de rúcula com tomate cereja  + 1 porção de filé de tilápia ou salmão com azeite de ervas e champignon + 3 colheres de sopa de repolho roxo com gengibre + 3 colheres de sopa de lentilha refogada com cenoura em lascas.

Opção 3:  3 colheres de sopa de legumes grelhados na salsa + 1 pedaço médio de lasanha de berinjela com tofu e tomate grelhado + 2 colheres de sopa de quinoa refogada com abobrinha e cenoura.

Lanche da tarde

Opção 1:  1 pires de fruta picada com 1 colher de sobremesa de semente de chia
Opção 2:  1 barra de cereal orgânica sem glúten
Opção 3:  1 torrada de pão sem glúten com 1 fio de azeite de oliva e ervas + 1 xícara de chá

Jantar

Opção 1:  Salada de alface roxa, cenoura, brócolis e maça verde + 1 filé de peixe grelhado + 3 colheres de sopa de arroz integral com lentilhas.

Opção 2:  Mix de folhas verdes temperadas com limão e azeite + 3 colheres de sopa de tabule de quinoa + filé de frango assado com ervas desidratadas.

Opção 3:  1 prato raso de salada com atum, vagem, cenoura, tomate, palmito, alface lisa, salsinha, vinagre de maçã, azeite e limão.


Como tratar o odor das axilas

Não há nada mais desagradável que o odor axilar, além de ser marcante e incomodar quem o está exalando, também incomoda todos ao redor. Ao contrário do que muitas pessoas pensam, esse mau cheiro nem sempre está ligado à falta de higiene, podendo também ser causado por bactérias e fungos que nem sabemos que possuímos.

De fato, o suor é um fator que ativa o mau cheiro, mas sozinho não consegue causar grandes estragos. De acordo com dermatologistas, o suor ganha um odor quando entra em contato com bactérias que vivem na pele, portanto, a primeira dica é manter o corpo livre delas.  Para isso, comece mudando a forma de tomar banho, capriche na limpeza das axilas com água e sabonete. Em seguida, seque-se bem pois a umidade também favorece a proliferação bacteriana.

Para quem gosta de banho de quente, o ideal é evitá-los pois a maior temperatura estimula  atividade das glândulas e esquenta a temperatura do corpo. Inclua na sua rotina o uso de um desodorante após o banho para conter a sudorese, mesmo que não vá mais sair de casa. Há algumas loções e sabonetes líquidos que possuem ativos antibacterianos e podem ajudar a eliminar o odor nas axilas.

Como tratar o odor das axilas

Apesar de parecerem iguais, o desodorante e o antitranspirante são diferentes. Enquanto o desodorante possui ativos antissépticos que inibem o aparecimento de bactérias nas axilas, o antitranspirante possui substâncias derivadas de metais que evitam o trabalho das glândulas e diminuem a quantidade de suor expelido, no entanto, este último, se usado em excesso pode obstruir os poros da pele e inflamar a região. Por isso, atenção ao usar constantemente esse produto.

Outra dica que faz diferença para os homens é aparar os pelos das axilas, para que as bactérias tenham menos espaço para se proliferar. Além disso, a redução dos pelos também diminui a umidade. As receitas caseiras que utilizam limão e bicarbonato de sódio não são indicadas pois há risco de queimaduras na pele.

Dieta ortomolecular – Cardápio, Refeições, Princípios

A dieta ortomolecular traz um cardápio repleto de vitaminas, minerais e aminoácidos que promovem a desintoxicação do organismo e proporcionam um equilíbrio nutricional e energético. Todos nós estamos expostos a uma série de fatores que alteram o funcionamento do organismo de formas diversas. O consumo de bebidas alcoólicas, alimentos gordurosos, estresse e a poluição ambiental, por exemplo, são prejudiciais para a nossa saúde.

Os princípios da dieta são baseados na redução do consumo de produtos industrializados e aumento da ingestão de verduras e frutas, sempre frescas. Assim, pode-se “limpar” mais organismo, apenas com o consumo de alimentos saudáveis.

O cardápio da dieta ortomolecular é formado por alimentos antioxidantes como: soja em grão, gérmen de trigo, levedo de cerveja, linhaça, grão de bico, avelã, castanha-do-pará, amêndoa, aveia, além daqueles ricos em magnésio, como as nozes, os cereais e os legumes, em selênio e em zinco, como os frutos do mar, a carne vermelha, os peixes e os cereais. Recomenda-se o consumo de todos esses alimentos frescos, principalmente as frutas e verduras.

Dieta ortomolecular

As refeições são complementadas com o consumo de proteínas mais com baixo teor de gordura. Indica-se: aves, peixes, clara de ovo, frango resfriado ou caipira abatido na hora, peixes, como a anchova, o badejo, o salmão, o linguado, o bonito ou a truta. A carne vermelha está liberada, desde que sejam os cortes mais magros e tenha sido resfriada anteriormente. Os carboidratos integrais também devem estar presentes, por isso intensifique o consumo de aveia, centeio, arroz enriquecido com cereais; granola e as versões integrais de arroz, macarrão, torrada e biscoito, todos esses alimentos são capazes de nos fornecer doses extras de energia.

Deve-se ainda, aumentar o consumo de água para auxiliar na limpeza do organismo e na otimização do funcionamento de alguns órgãos, como os rins e o fígado. Por fim, durante dieta ortomolecular recomenda-se o consumo de alimentos de duas em duas horas, intervalo que pode ser estendido até no máximo quatro horas.

Clareamento dentário – Tipos e Preços

O clareamento dentário pode ser feito por dois métodos, um que utiliza feixes de luz, dos tipos Halógena, LED ou Laser, e outro feito em casa, com aplicação de produtos específicos. De acordo com dentistas, ambos trazem resultados semelhantes, mas a duração do clareamento o tratamento com feixes luminosos duram mais tempo que o caseiro.

O tempo de apresentação do resultado também é diferente, enquanto que no clareamento com luz o branqueamento é imediato, o caseiro demora no mínimo três semanas. O primeiro é mais rápido pois utiliza um gel clareador mais potente que o segundo, além disso, após a aplicação do produto, que não pode entrar em contato com os lábios e a gengiva, um feixe de luz é aplicado, ativando e acelerando o processo de branqueamento. Já no tratamento caseiro, utiliza-se uma moldeira de silicone para aplicação do gel.

Clareamento dentário - Preços, Tipos

A duração do nível de clareamento atingido pode diminuir se o paciente não tomar alguns cuidados como: retornar ao dentista a cada seis meses, escovar bem os dentes após as refeições, não fumar e não ingerir alimentos pigmentados como refrigerantes, café, açaí, molhos de tomate e chocolates. Os dois métodos de tratamento deixam os dentes mais sensíveis, principalmente no que utiliza luz, por isso o paciente deve usar creme dental específico para sensibilidade, desde o início do tratamento. As restaurações também são perdidas com o clareamento, sendo necessário refazê-las logo depois.

Vale lembrar que o clareamento não irá remover as manchas acinzentadas ou marrom forte, ocasionadas por uso de antibióticos, bem como aquelas que surgem após tratamento de canal. O valor médio dos métodos varia de R$ 200 a R$ 300 por arcada para o  caseiro, e de R$ 400 a R$ 700 por arcada no ativado por luz. É fundamental realizar uma avaliação com um dentista antes de comprar produtos para realizar o clareamento caseiro, só este profissional poderá informar qual a melhor opção para você.

Como se preparar para o parto natural

O parto natural, como o próprio nome já diz, é a forma mais natural de trazer um filho ao mundo. Com a participação ativa da mulher em todas as etapas, esse tipo de parto é a melhor indicação para as gestantes que tiveram uma gravidez tranquila e não apresentam nenhum fator de risco, como: pressão alta, diabetes e outros. A decisão pelo parto natural é tomada em conjunto, médico e paciente, por isso é de fundamental importância realizar o pré-natal corretamente.

Optando-se pelo parto natural, o preparo para o momento tão aguardado pode deixar a mulher mais tranquila e facilitar todo o processo. Diferente do ocorre na cesariana, que possui data marcada para acontecer, o natural pode começar a qualquer momento depois de completos os nove meses, por isso é importante ter em vista mais de um médico para realizar o parto, já que aquele que acompanhou a gestação pode não estar disponível naquele momento. Deixar que um médico de sua confiança realize o parto é fundamental para a mulher se sentir mais tranquila.

Como se preparar para o parto natural

Antes do parto recomenda-se a realização de algumas atividades como Yoga e Fisioterapia pré-natal. Além de ajudar a melhorar a flexibilidade do corpo, a gestante aprenderá o que fazer na hora do parto. A partir das últimas semanas, já deixe a bolsa que será levada para a maternidade arrumada. Ela deve ter produtos de higiene pessoal, chinelos, toalha, roupas confortáveis para a mamãe e para o bebê.

Sentir a primeira contração é apenas um sinal de alerta, pois elas podem continuar de forma isolada por mais doze horas. De acordo com a orientação de obstetras, as gestantes só devem ir para o hospital quanto sentir 1 ou 2 contrações a cada 10 min. O corpo dará todos os sinais do que deve ser feito, assim, só deve-se fazer força quando sentir que está na hora. Algumas posições favorecem as contrações, por isso opte por realizar o parto sentada, agachada, de pé ou deitada de lado.

Iogurte mais saudável para dietas

Rico em proteínas, zinco, cálcio, vitaminas A e do complexo B e lactobacilos, o iogurte traz inúmeros benefícios para a nossa saúde. O produto pode melhorar a nossa flora intestinal, facilitar a absorção de nutrientes pelo organismo, melhorar o sistema imunológico, diminuir a produção ou retenção de gases e agir sobre processos inflamatórios ou infecciosos.

De acordo com nutricionistas, para oferecer todos esses benefícios, o iogurte deve ser fermentado por bactérias específicas, como a Streptococuccus thermophilus e a Lactobacillus bulgaricus. Essas espécies produzem um produto mais grosso e encorpado, que podem ajudar a melhorar o funcionamento do intestino. Afinal, qual o Iogurte mais saudável para dietas? Para quem está seguindo uma dieta com o objetivo de perder peso ou busca saúde, alguns tipos de iogurtes são os mais indicados.

Iogurte mais saudável para dietas

O iogurte natural é um deles. Rico em todos os nutrientes que são oferecidos pelo leite, como proteínas, vitaminas, carboidratos e sais minerais, esse iogurte possui uma maior digestibilidade, promovendo uma limpeza no organismo. Da mesma forma, o iogurte desnatado oferece os mesmos nutrientes, mas com a vantagem de ter um menor teor de gordura. Por isso, é ainda mais indicado para quem quer perder peso ou por quem precisa equilibrar o nível de colesterol. Os iogurtes feitos com polpas convencionais possuem um teor de gordura bem semelhante ao do iogurte natural, com a diferença de que possui mais açúcar em relação aos demais. Já o light, geralmente é produzido com 0% de gordura e sem açúcar, sendo o mais indicado para a perda de peso.

Mesmo sendo saudáveis e indicados para consumo associado à dieta, deve-se evitar exageros. Recomenda-se o consumo de duas a três porções por dia de iogurte, se houver outros derivados do leite na dieta, a quantidade deve ser ainda menor. Uma dica que ajuda ainda mais a facilitar a perda de peso é acrescentar cereais como: aveia, chia, grão, amaranto e outros, ao iogurte. Além de fornecer nutrientes funcionais ao organismo, aumentam a saciedade.

Quantidade de proteína na carne em 100g

Considerada fonte completa de proteína, a carne de mamíferos fornece todos os aminoácidos essenciais para o nosso organismo, por isso o seu consumo é altamente indicado para quem pratica exercícios físicos e precisa repor tudo o que é metabolizado após a atividade. Quem segue alguma dieta com o objetivo de perder peso também é beneficiado com o consumo de carnes, desde que opte pelos cortes mais magros.

Em média, a quantidade de proteína em 100 gramas de carne bovina é de 36 gramas. Além do seu elevado teor proteico, as carnes, especialmente a bovina, são ricas em diversos nutrientes como ferro, vitamina B e zinco. A carne suína fresca, em uma porção igual a anterior, possui cerca de 32 gramas de proteína. Os cortes mais gordurosos possuem frações proteicas menores.

Quantidade de proteína presente na carne

Todos os nutrientes presentes nesses e em outros tipos de carnes ajudam a manter o corpo saudável, desde que consumidas sem exageros. Além disso, a carne vermelha possui um papel fundamental na construção dos músculos, sendo fonte indispensável para o fornecimento de energia durante as atividades. As carnes magras, como o filé mignon e o contra filé bovino são ricas em proteínas de alta qualidade, que atuam na manutenção e reparação dos músculos, na saúde dos ossos, na prevenção de doenças, bem como na manutenção do peso. Essa proteína de alta qualidade é composto por um nível alto de aminoácidos que trabalham com a insulina para promover o crescimento dos músculos.

Estima-se que homens necessitem de 56 gramas de proteínas por dia, já as mulheres precisam de 46. As crianças de 1 a 14 anos, suprem as suas necessidades proteicas com quantidades que variam de 13 a 52 gramas por dia. A vantagem de consumir carne bovina é que o teor proteico será o de melhor qualidade e a quantidade ideal é atingida com uma pequena porção, o complemento poderá ser suprido com verduras, legumes e frutas.

Como perder peso após parto – Dieta pós parto

O peso adquirido durante a gestação pode ser totalmente eliminado em até seis meses. Apesar de estarem apreensivas para recuperar as formas que possuíam antes de serem mães, é importante que durante o período de amamentação essas mulheres adotem uma alimentação saudável, rica em vitaminas e em nutrientes indispensáveis  para o seu organismo e para o organismo do bebê.

Durante a gestação, o corpo passa por diversas transformações, incluindo alterações hormonais, que vão retornando ao basal lentamente. Selecionamos um cardápio que ajudará as mamães a perder peso, todos os alimentos são indicados para as que ainda estão amamentando e para as que já passaram dessa fase.

Além da alimentação, respeitando todas as limitações do seu tipo de parto, dentro de um mês após o nascimento dos filhos, as mamães já podem começar a praticar atividades físicas regularmente.

Dieta após parto – Cardápio, Alimentação

Como perder peso após parto

Café da manhã

Opção 1

- 1 copo de suco de abacaxi com hortelã
- 2 fatias de pão integral light
- 2 colheres de sobremesa de queijo cottage
- 1 fatia média de melão


Opção 2

- 1 copo de iogurte natural desnatado batido com ½ papaia e 1 colher de sobremesa de linhaça
- 1 fatia de pão integral light com 1 fatia fina de queijo de minas e 1 colher de sobremesa de geleia sem açúcar
- 1 xícara de chá de ervas

Opção 3

- 1 xícara de chá de salada de frutas com banana, maçã, mamão, melão e morango.
- 1 copo de iogurte natural desnatado com 3 colheres de sopa de aveia
- 1 colher de chá de mel
- 1 fatia de pão integral light com margarina light

Lanche da manhã

Opção 1

- ½ papaia com 2 colheres de sopa de aveia e 1 colher de sobremesa de linhaça
- 1 xícara de chá de ervas

Opção 2

- 1 Polenguinho Light
- 1 banana
- 1 xícara de chá de ervas

Opção 3

- 1 fatia fina de bolo simples
- 1 xícara de chá de ervas

Almoço 

Opção 1

- 1 prato de sobremesa de salada: agrião, rúcula, alface, tomate, cenoura e erva-doce com 1 colher de sopa de azeite
- 3 colheres de sopa de arroz integral
- 2 conchas cheias de feijão
- 1 filé médio de frango grelhado
- 1 pires de brócolis no vapor com lascas de amêndoa

Opção 2

- 1 prato de sobremesa de salada: alface, tomate, ricota esfarelada e lascas de maçã com 1 colher de sopa de azeite
- 2 colheres de sopa de purê de mandioquinha
- 1 concha de lentilha
- 4 colheres de sopa de carne moída magra
- 4 colheres de sopa de abobrinha refogada

Opção 3

- 1 prato de sobremesa de salada: folhas verdes-escuras, beterraba ralada e pepino com 1 colher de sopa de azeite
- 2 colheres de sopa de suflê de espinafre
- 2 colheres de sopa de batata cozida ou assada ou 1 xícara de chá de macarrão integral cozido com 1 fio de azeite
- 1 filé grande de peixe grelhado
- 3 colheres de sopa de vagem refogada

Lanche da tarde

Opção 1
- 2 torradas integrais com 2 colheres de sobremesa de geléia sem açúcar
- 1 xícara de café com leite desnatado

Opção 2

- 1 fatia de pão integral light com 1 fatia de queijo de minas
- 1 copo de suco de uva sem açúcar

Opção 3

- 1 barrinha de cereais
- 1 copo de água-de-coco
- 1 maçã

Jantar 

Opção 1

- 1 prato de sopa de legumes
- 1 filé médio de frango grelhado
- 4 colheres de sopa de cenoura cozida

Opção 2

- 1 prato de sopa de espinafre
- 1 abobrinha média recheada com carne moída e tomate
- 3 colheres de sopa de ervilha refogada

Opção 3

- 1 prato de sobremesa de salada: folhas verdes-escuras, tomate e cenoura ralada com gotas de limão
- 3 colheres de sopa de arroz integral com ervilha
- 1 filé médio de salmão grelhado
- 1 berinjela assada

Ceia 

Opção 1

- 1 banana assada com canela
- 1 xícara de chá de ervas

Opção 2

- 1 copo de iogurte de frutas com 1 colher de sopa de aveia
- 1 xícara de chá de ervas

Opção 3

- ½ xícara de chá de frutas secas: damasco, castanha-do-pará, nozes e amêndoas
- 1 xícara de chá de ervas

Receitas de saladas fáceis de fazer

Uma boa e bem elaborada salada pode incrementar e até substituir refeições completas, basta escolher os ingredientes certos e acertar nos temperos. A salada é uma ótima fonte de carboidratos e vitaminas, para deixar sua refeição mais completa, adicione frango, carne ou peixe. Confira as receitas de saladas que selecionamos a seguir e torne o seu cardápio mais saudável e saboroso.

Receitas de saladas fáceis de fazer

Receitas de saladas

Como fazer salada de folhas verdes

Ingredientes:

- 1 beterraba sem casca e cortada em finas  fatias
- 3 xícaras de chá de folhas verdes variadas como alface, rúcula e agrião limpas
- 1/2 xícara de chá de nozes picadas grosseiramente
- 1/2 xícara de chá de lascas de parmesão


Molho:


- 2 colheres de sopa de vinagre de maçã
- 4 colheres de sopa de azeite
- 1 colher de sopa de gengibre fresco picado
- Sal a gosto

Modo de preparo:

Corte as fatias de beterraba e pique as folhas grosseiramente com as mãos, em seguida arrume-as no recipiente adequado e acrescente as nozes e o parmesão. Prepare o molho misturando todos os ingredientes e, sirva-o separadamente com a salada.

Como fazer salada Árabe

Ingredientes:

- 4 colheres de sopa de maionese
- 1 colher de sopa de ketchup
- 1 xícara de chá de creme de leite
- 1 pé de alface americana cortado em fatias finas
- 1/2 xícara de chá de grão-de-bico cozido
- 1 tomate picado
- 1 cenoura ralada
- 1 beterraba ralada
- Sal a gosto

Modo de preparo:

Misture em um recipiente a maionese, o ketchup e o creme de leite, em seguida, arrume na saladeira a alface, o grão-de-bico, o tomate, a cenoura e a beterraba. O molho deve ser regado por cima da salada.

Salada de batata com iogurte

Ingredientes:

- 4 batatas em fatias grossas cozidas
- 1 copo de iogurte natural
- 1/3 de xícara de chá de maionese
- 1/2 colher de chá de orégano
- 1 pepino picado
- 1/2 xícara de chá de vagem cozida em cubinhos
- 1 1/2 colher de sopa de vinagre branco
- Sal e pimenta-do-reino a gosto

Modo de preparo:

Prepare o molho misturando o iogurte, a maionese, o orégano, o sal e a pimenta. Em seguida, acrescente o pepino e apenas adicione a batata, a vagem e o vinagre quando for servir. O mesmo deve ser feito com o molho.

Salada colorida

Ingredientes:

- 1 kg de pão italiano amanhecido e cortado em cubinhos
- 1 1/2 xícara de chá de azeite
- 2/3 de xícara de chá de vinagre
- 4 tomates médios sem sementes e picados
- 2 pepinos sem casca picados
- 2 cebolas médias picadas
- 2 cenouras médias cortados em palitos finos
- 8 talos de salsão médios cortados em palitos finos
- 6 colheres de sopa de manjericão fresco picado
- 2 colheres de sopa de alcaparras
- Sal e folhas de hortelã a gosto

Modo de preparo:

Depois de cortar o pão em cubos, coloque-o em uma tigela grande e cubra com água gelada. Em seguida, deixe sobre uma peneira, sem apertar, até escorrer todo o excesso de água. Passe-o para uma saladeira e junte todos os ingredientes restantes. Misture-os bem e cubra com um filme plástico. Deixe na geladeira até o momento de servir.